Sempre encontramos inúmeros edifícios abandonados espalhados pela cidade de São Paulo. A grande maioria deles estão geralmente localizados na região central da cidade e costumam estar bastante deteriorados, em péssimo estado de conservação.

No entanto, muitas vezes encontramos alguns que apresentam-se em boa forma, apto para a habitação, como o Edifício Garcia e outro na rua Conselheiro Carrão, ambos na Bela Vista, também na área do centro.

Entretanto, o leitor Rogério A. enviou-nos fotos de dois grandes e belos edifícios vazios na região do bairro de Vila Mariana que estão desocupados já tem alguns anos e que parecem, aparentemente, pertencerem aos mesmo proprietário, pois ambos possuem os mesmos sobrenomes em suas fachadas. Trata-se dos edifícios A. Cardozo e E Cardozo.

Localizados um ao lado do outro na altura do número 486 da rua José Antonio Coelho, os dois prédios são muito bons e possuem 10 andares cada um. Segundo o leitor que nos envia o material ambos estão passando por fase de inventário.

Com certeza tão logo sejam recolocados à venda ou alugados irão ser ocupados muito rápido. Afinal, trata-se dois belos edifícios em um dos melhores bairros paulistanos.

Sabe quem seriam A. e E. Cardozo ? Entre em contato conosco e ajude a descobrir a história destes edifícios e das pessoas que dão nome a eles.

Vejam outras fotos (clique na miniatura para ampliar):
Crédito das fotos e informações sobre os imóveis: Rogério A.

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento    

Confira a região através do mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Daniela 02/08/2011 at 17:13

    Eu morava ali no Ed. Boulevard… Ouvi falar que era abandonado, mas não tinha certeza… é uma pena né? Uma região tão boa como aquela e o predio ate q ta bonitinho!!

    Reply
  • Juliana 03/08/2011 at 20:48

    Esses prédios tem o estilo daqueles construídos no início dos anos 70. Essas pastilhas com desenho de gravata de velho são cafoninhas, sim, mas muito legais! Aliás, vejo em prédios dessa época – como esses dois – uma dignidade e uma graça com que nenhum espigão pintado de bege com nome estrangeiro sonha ter…

    Reply
  • Tadeu 07/09/2011 at 23:34

    Como um prédio inteiro se torna abandonado dessa forma? Todos os proprietários abandonam os imóveis?

    Reply
  • Raquel 28/04/2012 at 12:54

    Gente! Passei na frente deles hoje e vi uns homens discutindo sobre ele e que talvez seria possível restaura-los! Acho que é uma esperança de logo esses prédios etarem com moradores em breve!!!!

    Reply
  • Junior 16/05/2012 at 09:32

    Moro próximo destes prédios e sempre me perguntei qual seria a historia deles, até uns 2 anos atrás aparentemente tinha um zelador que morava ali, mas já faz algum tempo que não vejo ninguem ali.
    Da próxima vez que ver alguem por ali, vou tentar parar e perguntar a historia.

    Reply
  • Janaína 18/08/2012 at 12:52

    Moro á 18 anos na José Antônio Coelho, e desde que moro lá, escuto empresários discutindo sobre esses prédios e até agora, nada aconteceu. Oque não sei, é o porque de estarem abandonados, sei de um boato de bairro de que, a 30 anos, teve um vazamento de gás muito sério, e todos os moradores ficaram com medo e abandonaram o local. Hoje esse prédio serve de abrigo para muitos gatinhos. Aproveito para pedir que se alguém quiser um gatinho de estimação, você encontra lá!

    Reply
  • Junior 22/11/2012 at 03:43

    Novidades! Nessa semana apareceram algumas luzes de natal, pintura nova no hall e aparentemente o predio esta ocupado até o sétimo andar.
    Não sei muita coisa a respeito, mas uma senhora que passeava com seu cão me disse que o predio havia sido comprado por uma ONG, de um proprietário que esta no exterior. Não sei se isso é verdade mas vou tentar confirmar e saber mais a respeito.
    Como morador da rua fico feliz em saber que o predio esta ocupado.
    Assim que tiver mais noticias confirmadas, coloco aqui no site.

    Reply
  • welinson ramos 25/01/2013 at 15:30

    Gostaria também de saber quem seriam donos desses dois edificios. Morei muito tempo nesta rua, e sempre quis saber dos proprietários.
    Caso alguém saiba, favor envie-me emais.

    Reply
  • Fernanda 23/01/2014 at 02:05

    Gostaria de notícias.. morei 20 anos no bairro e nunca vi o predio habitado

    Reply
  • junior 18/03/2015 at 14:29

    Esse edifício ainda tá essas situações? ?

    Reply
  • Sidney Tuffy Sayeg 04/04/2015 at 11:02

    A. Cardozo = Abel Cardozo – E Cardozo = Elvira Cardozo – pais de Rubens Cardozo e Ademar Cardozo – Fomos vizinhos da casa dos mesmos antes da construção dos Prédios. Moramos no numero 472 até 1979. A casa continua lá habitada hoje se nao me engano por familia de origem Japonesa. Sidney T. Sayeg.

    Reply
  • João 27/11/2015 at 18:33

    Eu lembro dos moradores onde Sidney disse ter morado,tinha umas moças e um casal de senhores senão me engano ele era militar,v´viamos sentados no muro dessa casa e o dono vivia mandando a gente sair,bons tempos!!!

    Reply
  • sampaspeaks 07/12/2015 at 21:33

    amanha haverá uma reintegração de posse. muitos dos apartamentos foram invadidos, mas hoje os moradores ja estavam saindo pacificamente.

    Reply
    • alljunior 08/12/2015 at 09:25

      Passei por lá ontem a noite e vi a chegada de vários caminhões de mudança para retirar esses moradores.
      Espero que a reintegração também gere a revitalização dos prédios.

      Reply
  • ALEXANDRE ALENCAR BERTUOL 29/04/2018 at 22:05

    Vim parar aqui pois buscava informações a respeito de um tal Ed. Abel Cardozo, localizado no cruzamento Campos Salles x Visconde do Rio Branco, Centro de Campinas.
    Curiosamente, muita coisa bate com esses do artigo: prédio de apartamentos robusto, com mais de 10 pavimentos, bem acabado porém sem habitantes há anos. Não sei o motivo. O engraçado é que até o letreiro na portaria é muitíssimo parecido… será alguma questão familiar dos Cardozo que culminou no fechamento destes edifícios?

    Reply
%d blogueiros gostam disto: