Neste dia 25 de janeiro de 2010, quando a cidade de São Paulo celebra 456 anos um outro aniversário bem mais recente é comemorado: O aniversário de 1 ano do site São Paulo Abandonada & Antiga.

Lançar um site com a responsabilidade e missão que este site possui não foi tarefa fácil e não surgiu da noite para o dia. As ideias de como seria implementado o site a partir das sugestões básicas e distintas dos sites Lisboa Abandonada (já extinto) e do Basta de Demoler não eram poucas e no dia 25 de janeiro o site surgiu, bem difente do que ele é hoje e com apenas 10 locais e nenhum artigo. Alguns dias depois era inaugurando também o site São Paulo Restaurada que por 10 meses foi o braço jornalístico do nosso projeto, enquanto este site ficava com a parte de catalogação e fotografia.

Quando o projeto foi lançado, não esperávamos que em tão pouco tempo iria se tornar uma das maiores referências em patrimônio histórico paulistano e a maior base de dados iconográfica da cidade de São Paulo. Dos 10 primeiros locais cadastrados em 25 de janeiro de 2009 chegamos aos 201 catalogados em 25 de janeiro de janeiro deste ano. Isso dá a média de praticamente um local cadastrado a cada 2 dias, o que é uma triste marca para a cidade de São Paulo, mas que seria ainda mais triste se as pessoas não tivessem como acompanhar o que está ocorrendo nesta metrópole de alguma maneira.

Neste primeiro ano de trabalho o São Paulo Abandonada & Antiga foi destaque de diversos veículos de comunicação das mais variadas mídias:

  • Jornais: O Estado de São Paulo (2 vezes), Diário do Comércio, Jornal da Tarde (2 vezes), Jornal Agora;
  • TV: Gazeta, TV Câmara e Mega TV;
  • Rádios: Eldorado, CBN, Bandnews e Bandeirantes AM;
  • Revistas: URBs, Nosso Bairro, Revista da Hora;
  • Portais: UOL, Época, Vírgula entre outros;
  • Mais de uma dezena de blogs variados;

Alguns de nossos artigos causaram bastante polêmica e foram veiculados em outros órgãos de imprensa como programas de rádio e tv, como os casos do Monstro da Penha (recorde de acessos do site), do abandono da Fonte Monumental, do Monumento aos Armênios e a denúncia de uma obra fantasma em São Miguel Paulista, bem próximo de onde está alagado há dias, no Jardim Pantanal.

Tanto destaque nos trouxe a necessidade de, com menos de um ano no ar, uma completa atualização visual para facilitar o acesso dos internautas ao site e também para aprimorar a relação do visitante com o site, foi ai que em primeiro de novembro de 2009 os sites São Paulo Abandonada e o São Paulo Restaurada fizeram uma fusão e tornaram-se um só site ainda maior e mais amplo, dispondo em um só endereço a seriedade dos artigos de um, com a prestação de serviço atenciosa do outro, surgindo um nome definitivo: São Paulo Abandonada & Antiga.

Esperamos que neste ano de 2010 os visitantes do site continuem colaborando com o envio da história dos locais cadastrados, com dicas de locais em risco e com mais denúncias. Só assim poderemos fiscalizar ainda mais o poder público e a sede destruidora de algumas construtoras que rondam nossa cidade como abutres.

Deixamos aqui nosso agradecimento especial a todos aqueles que colaboraram com a criação do projeto, mesmo aqueles que hoje já não estão conosco mas que foram importantes nesta trajetória, e também aos parceiros que estão sempre nos ajudando, aos anunciantes que ajudam a manter vivo este projeto e a todos aqueles colegas da imprensa que deram destaque ao São Paulo Abandonada & Antiga ao longo de 2009.

Viva São Paulo!

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Tony 28/01/2010 at 08:16

    Parabéns pelo aniversário e pelo trabalho feito durante esse tempo.

    Cheguei em SP há 8 anos e a sensação de espanto, frustração e tristeza contemplando o rico patrimônio arquitetônico abandonado não acaba nunca. Abraços!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: