Espaço público com acesso gratuito, o Jockey Club de São Paulo inaugurou, dia 15 de dezembro, programa de visitação sobre a história do clube e suas obras. A exposição “Jockey Club Patrimônio Cultural da Cidade de São Paulo” é o fio condutor da visitação, que tem como objetivo revelar os tesouros arquitetônicos, artísticos e históricos do clube.

O projeto tem apoio do Ministério da Cidadania e Governo do Estado de São Paulo por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa e patrocínio exclusivo da CSN. A exposição conta com audiodescrição, recurso que descreve e traduz em palavras as fotografias e objetos expostos, além de audioguia com informações extras, para pessoas cegas ou com deficiência visual.

VISITAÇÃO E EXPOSIÇÃO

JOCKEY CLUB PATRIMÔNIO CULTURAL DA CIDADE DE SÃO PAULO

Com curadoria de Luis Magnani, a exposição “Jockey Club Patrimônio Cultural da Cidade de São Paulo” é o fio condutor da visitação ao Jockey Club. Orientada por monitores trajando alguns dos mais clássicos uniformes de jockeys, a exposição, que traça uma breve história do clube em fotos e vídeo, espalha-se pelos prédios tombados pelo Patrimônio Histórico, suas obras de arte e história, reafirmando sua importância enquanto patrimônio arquitetônico e artístico da cidade, sua intervenção urbana, hábitos e costumes e o universo do turfe. A exposição terá, também, um monitor onde as pessoas poderão escolher entre os figurinos de época e uniformes de jockeys e, inserindo seu rosto, fotografar-se com a indumentária.

Serviço:

Visitas para o público em geral: Sextas e sábados às 14hs, 15hs e 16hs
Visitas para arquitetos, urbanistas, profissionais da área de preservação do patrimônio e universitários: Quartas e quintas (25 pessoas por grupo).
Inscrições: A programação foi prorrogada até dia 31 de agosto e as inscrições devem ser feitas pelos e-mails: viadasartes@terra.com.br, agendamento@viadasartes.com.br ou WhatsApp (11) 99945-3643

SOBRE O JOCKEY CLUB DE SÃO PAULO

Situado no bairro de Cidade Jardim, o hipódromo está distante apenas oito quilômetros do centro da capital paulista, com fácil acesso pela marginal do Rio Pinheiros – via pontes Eusébio Mattoso e Cidade Jardim. A entrada é gratuita.

Muito além de um espaço dedicado aos amantes do turfe, o Jockey Club de São Paulo faz parte da história da expansão e desenvolvimento da cidade de São Paulo.

Sua fundação se deu em 14 de março de 1875, com o nome de Club de Corridas Paulistano. A primeira corrida oficial do Jockey Club de São Paulo aconteceu em 29 de outubro de 1876, no Hipódromo da Mooca, na rua Bresser. Mas sua história não se resume às corridas de cavalos. Em 21 de abril de 1912, por exemplo, decolava do Hipódromo da Mooca um aeroplano pilotado pelo Comandante Edú Chaves, com destino ao Rio de Janeiro.

Em 25 de janeiro de 1941 foi inaugurado o Hipódromo de Cidade Jardim, em terreno de 600 mil metros doado pela Companhia Cidade Jardim, com o objetivo de valorizar aquele espaço que, na época, parecia um bairro distante, do outro lado do Rio Pinheiros.

O Jockey Club de São Paulo foi, sem dúvidas, um dos principais pilares no processo de crescimento de toda a região. Na década de 50, o arquiteto francês Sajous promoveu uma grande reforma no hipódromo, remodelando sua linha arquitetônica para o clássico que compõe o desenho atual. Obras do escultor ítalo-brasileiro Victor Brecheret emolduram alguns de seus prédios.

O Jockey Club teve participação fundamental na história política do país, seja como um dos principais expoentes pela abolição da escravatura, pela participação ativa na Proclamação da República (1889), bem como acompanhando a revolta paulista dos Tenentes em 1924. Além disso, participou em vários momentos das Revoluções de 30 e 32. Em 1941, posicionou-se firmemente para que o Governo Vargas promovesse a entrada do Brasil no conflito, ao lado das forças aliadas. Também recebeu visitas de candidatos à Presidência da República.

Hoje, o Jockey Club de São Paulo abriga cerca de 800 animais da raça Puro-Sangue Inglês, que formam os programas de corridas de Cidade Jardim aos sábados, em suas quatro pistas, de grama e de areia. Mantendo como principal evento do ano a realização do GP São Paulo, além dos GPs Presidente da República (G.2), OSAF (G.1), ABCPCC (G.1) e Juliano Martins (G.1), entre outras importantes provas, o Jockey Club tem áreas para prática de equoterapia, futebol, tênis, futevôlei e vôlei de praia.

O Jockey Club oferece gratuitamente ao público uma extensa área verde, com conforto e segurança, e em seus principais grandes prêmios,  atrações para as crianças como o conhecido passeio à cavalo e o área kids, com brinquedos infláveis e recreação infantil, além de restaurantes.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!