O Bom Retiro, por ser margeado pela linha férrea sempre foi uma importante área industrial da capital paulista. Mesmo hoje com muitas das empresas terem deixado a região, ainda existem algumas empresas que continuam a produzir por lá. Mas há também uma série de empresas que começaram sua vida no Bom Retiro que, embora não estejam mais por ali, deixaram seu legado pelo bairro. E uma destas, que abordaremos neste artigo, é a Ford.

Logotipo da Ford nos anos 1910

Logotipo da Ford nos anos 1910

Breve histórico:

Até meados dos anos 1910 o Brasil e a América do Sul tinham uma predominância de veículos importados da Europa. Este cenário começou a mudar com o início da Primeira Guerra Mundial que praticamente interrompeu a importação de automóveis daquele continente para o nosso. A região já contava, desde 1913, com uma sucursal da Ford na Argentina (a primeira da América do Sul) com oficina e salão de vendas. Naquela época os veículos Ford Modelo T vinham para o terrítório brasileiro importados por William T. Wright.

No ano de 1914 a pequena sucursal da Ford no país vizinho tornou-se uma filial industrial, o que abriria o caminho para alguns anos mais tarde ser viabilizada a construção da filial brasileira, em São Paulo.

Rua Solon e a fábrica da Ford no início dos anos 40 (clique para ampliar).

Rua Solon e a fábrica da Ford no início dos anos 40 (clique para ampliar).

Em 1919 a filial da Argentina transfere um capital de 25 mil dólares para o Brasil para a criação da Ford Motor Company brasileira, que daria seus primeiros passos em nosso país a partir de um pequeno depósito de dois andares na Rua Florêncio de Abreu, em São Paulo, onde iniciou-se a montagem de automóveis Modelo T e caminhões Modelo TT. A empresa tornou-se com isso a primeira fabricante de automóveis a se estabelecer em território nacional.

No ano de  1920 o então Presidente da República, Epitácio Pessoa, dá autorização formal para o funcionamento das operações da Ford no Brasil que então deixa seu modesto depósito da Rua Florêncio de Abreu para um endereço maior, em antigo ringue de patinação na Praça da República. Nesta época aumenta a demanda dos brasileiros pelo Ford Modelo T e pelos caminhões da empresa, o que leva a empresa americana a iniciar a construção de sua primeira grande fábrica no país.

Com projeto do engenheiro americano B.R. Brown, o mesmo que projetou a fábrica da Ford em Highland Park, nos Estados Unidos, era inaugurada em 1921 a grande fábrica brasileira da Ford Motor Company em São Paulo,  na Rua Solon, bairro do Bom Retiro.

Crédito: Ford Motor Company / Divulgação

A fábrica da Ford no Bom Retiro nos anos 1920 (clique na foto para ampliar).

A inauguração desta fábrica permitiu a companhia expandir suas operações em território brasileiro como nunca e iniciar um período de prosperidade nos negócios realizados por aqui. Especialmente durante toda a década de 20 a predominância dos veículos da Ford nas ruas do país, sejam eles automóveis de passeio ou caminhões era gritante. No ano de 1923 a produção da fábrica da Rua Solon, com um time de 124 funcionários, atingia 4700 automóveis e 360 tratores por ano, um número bastante expressivo para aquela época.

Abaixo, duas imagens internas da fábrica do Bom Retiro na década de 30, do acervo da Ford Motor Company Archives:

Crédito: Ford Motor Company / Divulgação

O pátio interno da fábrica (clique na foto para ampliar).

Crédito: Ford Motor Company / Divulgação

O interior da fábrica, com alguns veículos em fase de produção (clique na foto para ampliar).

No ano de 1927, visando a ampliação do parque industrial da Ford em São Paulo, a empresa adquire um terreno no bairro da Vila Prudente(1) para uma nova fábrica, que seria inaugurada em 1953. Abaixo, um anúncio da inauguração da fábrica veiculado no jornal O Estado de S.Paulo em 17 de abril daquele ano, dia em que a fábrica foi inaugurada.

Crédito: Divulgação

A partir deste momento a unidade do Bom Retiro começa a ter suas atividades reduzidas gradativamente até ser totalmente desativada (2).

A fábrica do Bom Retiro atualmente:

Ao contrário da unidade da Vila Prudente que foi desativada em 2001 e demolida alguns anos atrás para a construção do Mooca Plaza Shopping, a unidade do bairro do Bom Retiro sobrevive, ainda que desativada, até os dias de hoje.

A fábrica do Bom Retiro em agosto de 2013 (clique na foto para ampliar).

A fábrica do Bom Retiro e um Ford Modelo A Phaeton (1929) em agosto de 2013 (clique para ampliar).

A velha unidade da Ford chama atenção pelo seu tamanho, razoavelmente grande para a realidade brasileira de quase 100 anos atrás. A extensão da fábrica se dá por boa parte da Rua Solon, desde a esquina da Rua Visconde de Taunay até o Viaduto Eng. Orlando Murgel.

Mesmo desativada há tantos anos a fábrica encontra-se em bom estado de conservação. Apesar de estar um pouco vandalizada por pichação em parte da fachada, toda a arquitetura original está preservada, mantendo-se bastante fiel ao prédio que foi inaugurado em 1921.

Júlio Prestes e outros políticos visitam a fábrica da Ford em 1929

Júlio Prestes e outros políticos visitam a fábrica da Ford em 1929

Embora muitos acreditem que o velho prédio da Ford esteja abandonado, o imóvel está em plena atividade e ali funciona o Instituto Criar e também YouTube Space. Contundo, não sabemos se o complexo da antiga fábrica ainda pertence à Ford e é alugado a terceiros ou se já foi vendido.

É inegável que este imóvel é um grande patrimônio de São Paulo, parte viva e preservada da história automobilística do Brasil. Embora tenha uma utilização bem nobre, gostaria muito de ver aqui um Museu do Automóvel, que nossa cidade infelizmente ainda não tem. O Bom Retiro e a cidade ganharia muito com turismo.

Veja outras fotografias da fábrica (clique na miniatura para ampliar):

Observações:

  1. Apesar de a fábrica da Ford inaugurada em 1953 ser chamada de fábrica do Ipiranga, o correto é Vila Prudente.
  2. Não encontramos a data de desativação da unidade Bom Retiro. Assim que encontrarmos atualizaremos o texto.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • wilson mendo zazula 28/08/2013 at 12:53

    Douglas so tem uma palavra parabens

    Reply
  • Scarps 28/08/2013 at 13:12

    Conheci teu site através do blog do Flavio Gomes
    Muito interessante e uma grande idéia essa do museu..Se o edifíocio ainda for da Ford poderia ter alguma chance..
    Parabéns!!

    Reply
  • Claudio Ricardo Herrero 28/08/2013 at 13:16

    Douglas, parabens pela matéria. Trabalhei na unidade do Ipiranga (V. Prudente) de 1985 ate o encerramento das atividades. Creio que foi chamada de Ford Ipiranga pelo fato, de haver ao lado a estação de trens chamada Ipiranga. Outra curiosidade, o Shopping ali instalado tem o nome de Mooca. O viaduto que liga a V. Prudente ao Ipiranga tem o nome de Pacheco e Chaves porem, sempre foi conhecido como: da Ford Ipiranga. Outro fato interessante sobre esta fabrica, é o fato de ser margeada por duas linhas ferreas sendo, uma principal e outra de suporte aos armazens localizados na avenida Henry Ford. Abraço

    Reply
  • Jairo Herrera 28/08/2013 at 13:51

    Espetáculo!
    Douglas, e se marcássemos um enocntro de antigos num domingo qualquer em frente a fábrica???

    Reply
    • Douglas Nascimento 28/08/2013 at 14:57

      Jairo, sensacional a ideia. Vou falar com o clube do Fordinho que sou sócio e vamos nos falando. Podemos juntar vários clubes nesta empreitada.

      Reply
  • Mariangela Silva 28/08/2013 at 15:24

    E muito legal conhecer um pouco da historia, mas, porque deixar um espaço e uma estrutura tao boa no Bom Retiro fechada por tantos anos? Poque não utilizados estes espaços para lazer e educação por exemplo? Temos o local, a estrutura e pelo que parece só falta a criatividade.
    Morei muito tempo em Londres, onde os prédios são velhos (construídos em 1800) e continuam sendo utilizados em suas estruturas originais ate hoje!

    Reply
  • Maria Zelia Wolff 28/08/2013 at 15:30

    Achei magnifica a ideia de Jairo Herrera e também a sua de fazer da antiga fábrica, um Museu do Automóvel, antes que o tempo e o descaso acabem destruindo mais um patrimônio Histórico da nossa querida São Paulo!!! Além disto tudo, eu moro bem perto dela e ficaria muito orgulhoso com as providências!!!! Parabéns mais uma vez, Douglas!!! beijos

    Reply
  • Waldenir Dornellas 28/08/2013 at 16:39

    Que idéia ótima essa de utilizar o espaço como Museu do Automóvel. Espero que a comunidade antigomobilista se mobilize. parabéns pela matéria

    Reply
  • Josué Rocha 28/08/2013 at 17:48

    parabéns

    Reply
  • Adao Marcos Fernandes 28/08/2013 at 19:39

    Parabéns quanta informação foi ótimo tomar conhecimento

    Reply
  • FRANCISCO 28/08/2013 at 20:31

    MARAVILHOSA IDEIA DE FAZER UM MUSEU.PODERIA SER DE TODAS AS FABRICANTES

    Reply
  • Neusa Aparecida Beniveni 29/08/2013 at 00:38

    Parabéns pela reportagem, trabalhei na Ford Vila Prudente (mais conhecida como Ford Ipiranga) em 1999, era uma bela estrutura, eu a achava bem bonita. Adorei a ideia do Museu. Adoro seu trabalho.

    Reply
  • Valdir 29/08/2013 at 11:59

    Meu pai comprou um carro em 1951 que foi montado na Ford na rua Solon era um forgão TAUNUS.. Bons tempos!

    Reply
  • Diogo Baêta 29/08/2013 at 21:55

    Parabéms pela matéria , meu pai trabalhou la no inicio de sua carreira

    Reply
  • GRANDE IDEIA | Nosso Calhambeque 30/08/2013 at 05:47

    […] do igualmente excelente blog “São Paulo Antiga”. Por que não transformar a antiga fábrica da Ford no Bom Retiro, bairro central, inaugurada em 1921 e bem preservada, num grande museu do automóvel e do […]

    Reply
  • mauro Scripomic 30/08/2013 at 12:26

    Parabéns Douglas, você sempre redescobrindo e mostrando para nós pontos, curiosidades, assuntos e sempre um pouco mais da Historia da Nossa Amanda São Paulo, principalmente, coisa que a obrigação das administrações municipais, nunca assumem essa responsabilidade. Um patrimônio que poderia ser muito bem reaproveitado e ai, à mercê do tempo…. E como sempre essa praga, o vandalismo, as pichações que sujam tudo…

    Reply
  • Renato Slave 30/08/2013 at 22:57

    Pelo que pesquisei esse prédio foi transformado no Intituto Criar de Tve Cinema, inaugurado em 2003 pelo Luciano Huck e ironicamente tendo como um dos patrocinadores a VW. No site tem algumas fotos do interior reformado, http://www.institutocriar.org/capa/institucional/cenario/40/.
    Parabéns pela sua pesquisa!

    Reply
  • Renato Slave 30/08/2013 at 23:26

    Douglas, corrigindo o o comentário que fiz, o Instituto Criar de TV e Cinema fica no prédio ao lado, no 1143 onde era a Ford, fica uma empresa de nome Rosset e Cia ltda. Existe telefone, mas não encontrei nenhum registro mais detalhado e nem site na Internet . Abraço!

    Reply
  • Roberto Tadeu Moreira 31/08/2013 at 10:19

    Excelente trabalho, mostrando a luta de todos em construir uma história e propiciar para muitas gerações oportunidade de emprego e conhecimento. Lamentável verificar que numa das maiores cidades do planeta terra ainda não há o devido respeito do passado e o quanto esse passado representa para as pessoas da cidade de São Paulo e porque não dizer para a nossa amada terra do Brasil.

    Reply
  • fabio 10/09/2013 at 07:37

    Trabalhei até 1999 em uma multinacional de cosmeticos e um dos fornecedores de embalagens era a dona deste predio.Se eu não estou enganado a empresa chamava-se Novolit.Parabéns pela matéria.

    Reply
  • Fabio Augusto 10/09/2013 at 16:58

    Agora funciona uma oficina do Luciano Huck, Produções, Cursos na area televisiva

    Reply
  • Adriana Melato 11/09/2013 at 21:43

    Parabéns pelo resgate histórico-cultural que se faz necessário numa cidade tão peculiar como São Paulo!

    Reply
  • Patricia lima 19/09/2013 at 15:54

    muito boa esta matéria;.

    Reply
  • Nilton Sant Ana 03/10/2013 at 21:26

    Um centro cultural faria bem ao Bom Retiro e vizinhança.

    Reply
  • A Ford no Brasil 23/05/2014 at 18:08

    […] na Rua Solon, bairro do Bom Retiro. O prédio ainda existe e podemos conhecê-lo melhor neste post do portal São Paulo […]

    Reply
  • Rodrigo Nunes Ricardo 11/08/2014 at 23:12

    Matéria muito interessante, jamais imaginei que essa fábrica ainda estivesse de pé, um museu do automóvel seria perfeito nessa antiga fábrica da Ford! Peço que você não se esqueça de fazer uma matéria similar na antiga fábrica de rádios e televisores Invictus, lá se fabricou a primeira TV brasileira em 1952.

    Reply
  • Davi Oliveira 05/09/2014 at 10:39

    Imagino que um museu nesse prédio ficaria bem parecido com o Auburn Cord Duesenberg Museum, em Indianda: http://www.automobilemuseum.org/

    Reply
  • Pardo 24/02/2015 at 19:45

    O Ford modelo T permaneceu por décadas como o carro mais vendido no mundo… até ser superado em 1972 pelo grande mito o Fusca.

    Reply
  • caio cesar 14/04/2015 at 14:22

    Esse Lugar eles alugam ?

    Reply
  • tadeu lassen 20/04/2015 at 20:36

    Parabéns pela matéria. Ainda devem existir muitos prédios nessa situação e é importante que sejam divulgados.
    Moro em uma cidade do interior paulista, Osvaldo Cruz, e me interesso muito pelos fatos históricos.
    Obrigado pelas informações.

    Reply
  • Rafael Esmerindo 28/04/2015 at 00:20

    Só pra atualizarem: alguém comprou o terreno e está reformando o prédio pra transformar em depósito, passei lá ontem (27/04/2015), pois queria fazer um ensaio fotográfico e acabei descobrindo esse ultraje… Um Museu do Automóvel ali seria muito bom, pena que ninguém que pode pensa nisso ;(

    Reply
  • Jose Barbosa De Carvalho Barbosa 26/06/2015 at 18:07

    Deixo aqui o meu apoio para criação de um museu do Automóvel, é mais uma atração para o turismo de São Paulo, Bom Retiro berço de nascimento

    Reply
  • Gilmar 10/11/2015 at 10:03

    Olá, Douglas. Parabéns pela matéria.
    Gostaria de saber se ainda tem como conseguir a lista dos funcionários que faziam parte do quadro no início dos anos 1920.
    Obrigado.

    Reply
  • Antonio Manuel Capeto Costa 02/09/2018 at 14:04

    A localização em termos de acessibilidade por transporte público, é um tanto remota, o que em parte compromete o potencial do ativo.

    No entanto…

    Estive por lá e gostei do que vi. O estado de conservação, ao menos do que se vê da rua, está impecável.
    Sim, há o Instituto Criar, o que é extremamente positivo, e há a possibilidade de se manter a estrutura e converter-la em uso rentável financeiramente.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: