O município de Guarulhos, vizinho à capital, deve ser o campeão em desrespeito ao patrimônio histórico na Grande São Paulo.

Cidade que cresceu de maneira acelerada especialmente a partir da segunda metade do século 20, Guarulhos tem escassos atrativos turísticos e poucas instalações culturais relevantes o que faz dele mais um município dormitório do que uma cidade para se curtir.

É bem verdade que nos últimos anos, especialmente nesta década, que a cidade tem melhorado seus índices sociais e urbanos, porém a Guarulhos sempre desprezou suas instalações históricas, que estão cada vez mais raras.

Patrimônios importantes como o antigo convento de freiras e o casarão Saraceni hoje só existem através de fotografias. Outros como o Teatro Padre Bento e o casarão de Maurício de Oliveira resistem. Este último por sua vez nas piores condições possíveis:

O casarão de Maurício de Oliveira, no centro de Guarulhos

Uma das mais importantes construções históricas de Guarulhos, este casarão foi residência de Maurício de Oliveira importante personalidade guarulhense e prefeito da cidade por dois períodos (1919-1930) e (1940-1945).

Construída em 1937 o imóvel fica em uma das áreas mais valorizados do centro desta cidade e desde a década de 1970 quando o ex-prefeito a desocupou para residir em outra casa mais moderna localizada ao lado desta, o imóvel serviu para diversas outras atividades como fórum municipal, secretaria de obras, junta de alistamento e, mais recentemente, museu.

O casarão em meados da década de 1970 (clique para ampliar)

Desocupado por completo no início dos anos 2000 o imóvel, até então pertencente ainda a família de Maurício de Oliveira, começou a enfrentar um longo processo de deterioração que até hoje não conheceu fim.

Desde então a casa já sofreu saques de materiais, invasões por usuários de drogas, ocupações irregulares, princípios de incêndio e foi até palco da morte de um indigente.  Apesar de todo este abandono a casa foi tombada como patrimônio histórico municipal pelo decreto n.2143/2000.

Em 2013 o imóvel saiu das mãos da família do ex-prefeito, sendo adquirida pela prefeitura guarulhense ao custo de R$1,5 milhão de reais.

Com a compra várias promessas de ocupação pelo poder público foram declaradas, entretanto nenhuma delas foi posta em prática. A atual gestão liderada pelo Prefeito Gutti (PSB) prometeu dar um destino ao casarão, mas até o momento a única coisa que aconteceu foi uma deterioração ainda maior do patrimônio.

Veja mais fotos (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Sônia 28/04/2009 at 20:30

    Pelo que consta, este prédio está tombado. Está desta forma por puro descaso, por tratar-se de localização privilegiada, no centro de Guarulhos. Foi feita para ser a casa do prefeito da época, posteriormente, fórum da cidade. Há alguns anos foi transformada em museu de antiguidades, onde podíamos, ao entrar, verificar a beleza da casa, o tipo de contrução, os materiais utilizados, o piso, etc… Depois serviu de local de alistamente militar e depois foi abandonada e aí esta destoando totalmente. No mínimo estão esperando para vender e fazer mais uma loja…

    Reply
  • Glaucia 29/04/2009 at 11:31

    O casarão foi tombado em 2000 junto com a sede da antiga Prefeitura que fica em frente. Por ironia do destino o Casarão está abandonado desde 2000.

    Reply
  • Bete 11/06/2009 at 14:18

    Também na região de Guarulhos, próximo ao centro, temos um magnifico casarão abandonado, se não me engano na Avenida Guarulhos, vale a pena conferir e infelizmente lamentar.
    http://saopaulorestaurada.com.br/wp-content/uploads/2009/03/ecletico.jpg

    Reply
  • Ernesto 14/09/2009 at 13:13

    Bete, esse casarão fica, na verdade, na rua Antonio Iervolino (rua da antiga fábrica da Microlite). Morei um tempo ao lado dele, por isso o conheço e, até quando por lá fiquei, era uma espécie de cortiço.

    Reply
  • aman 23/09/2009 at 17:39

    esse casarao que a bete postou, eles nao vendem nao, eu amo construçao antiga , é como é dificil achar, aqui na avenida nova cantareira perto do batalhao da policia, tinha um sobrado lindo, ja estao derrubando pra fazer a tao sonhada arquitetura contemporanea…e eu ansiando por um lugar charmoso e cheio de historia.

    Reply
  • Eliana 05/10/2009 at 17:41

    Fico muito triste em saber que um casarão lindo como este pode estar nesta situação e como um prefeito pode deixar, se eu tivesse este cargo, não permitira, pois acho que é falta de respeito com os habitantes deste grande municipio.Gostaria que este comentário chegasse até um político de consciência e que alguma coisa fosse feita no sentido de restauração, porque neste local, este imóvel seria um cartão postal da cidade, sem contar que o povo Guarulhense pudesse sentir que a prefeitura da nossa cidade tem interesse em manter um imóvel tombado pelo patrimonio histórico em excelente estado de conservação. Peço ainda que se houver algo que eu possa fazer para ajudar nesta empreitada, estou a inteira disposição, pois moro em Guarulhos há 45 anos e tenho muito amor por esta cidade.Meu telefone celular é 9974-2215, grata Eliana

    Reply
  • João Luiz 19/04/2010 at 16:50

    Este casarão está tombado sim, e o terreno, inclusive é da Prefeitura. Antes de virar museu, até 1990 a casa era utilizada pelo Exercito Brasileiro, como posto de inscrição de jovens ao serviço militar. Depois da mudança, foi criado o museu, que por total descaso, teve as suas peças roubadas e negociadas em uma feira próximo a região do bairro da Vila Rio de Janeiro (Antiga Feira do Rolo) o seu estacionamento que fica na rua sete de setembro, neste mesmo período foi utilizado como ponto de prostituição e consumo de drogas nas madrugadas.

    É uma vergonha saber que o prédio tombado, dentro de um terreno da prefeitura, esteja nestas condições.

    Problema semelhante, acontece na praça Quarto Centenário. Onde a antiga casa do chefe da Estação, utilizada também pelo prefeitura. Virou ponto de pernoite de desabrigados e moradores de rua.

    Se isso acontece na região central, o que estará acontecendo nos bairros e regiões mais afastadas do centro? Tsc.. tsc… tsc… Que pena morar numa cidade que não tem memória ou passado.

    Reply
  • Marcelo Bruno Rodrigues 01/05/2010 at 17:55

    Por que não restauram logo o dito imóvel?

    Reply
  • Jose Lúcio 26/07/2010 at 21:00

    Realmente é com grande tristesa que vi o que esta acontecendo com esse lindo casarão. Sou de São Miguel Paulista, mas durante muito tempo trabalhei no centro de Guarulhos(vendedor da Coca-Cola. Quantas vezes passei por esse local. Quando vi esse artigo, senti muita saudade. Será que não tem ninguem que olhe por isso… Lúcio-Braga-Portugal

    Reply
  • Werner 28/07/2010 at 20:12

    Pois é amigos, essa é o futuro de nossas cidades, o total descaso com nosso passado e com tudo que somado, levou nossa cidade a ser o que é hoje. Ainda lembro de quando o referido casarão era o museu de história natural de Guarulhos, onde como ja foi dito, era bem conservado e aberto a visitação. Também fiquei triste em saber que o tombamento do antigo casarão dos Sarasceni, localizado no estacionamento do internacional shopping, tombado pelo patrimônio desde os anos 90 foi recentemente revogado e esta com futuro incerto, casarão este que pertence atualmente a familia Veronezi, o qual não demonstrou nenhum interesse em mantê-lo de pé. Devemos olhar para o futuro sim, mas sem nos esquecer de nosso passado…

    Reply
  • William MR 16/11/2010 at 16:20

    Se eu tivesse dinheiro, compraria esta casa!
    Restaurava ela todinha….

    Reply
  • TARCISO 16/10/2013 at 13:20

    POSITIVO, JA ENTREI NESTE CASARÃO NA ÉPOCA QUE ERA CENTRAL DE ALISTAMENTO DO EXÉRCITO EM GUARULHOS E DEPOIS O VISITEI VARIAS VEZES QUANDO ERA O MUSEU DO RADIO,LA TINHA VÁRIOS EXEMPLARES DE RÁDIOS MUITO RAROS ALGUNS ERAM PEÇAS ÚNICAS FABRICADAS E ALGUNS EXEMPLARES FABRICADOS DURANTE O PERIODO DE GUERRA QUANDO ERA PROIBIDO TER RÁDIOS EM CASA.

    Reply
    • Joelma Ginu Silva 20/05/2014 at 21:51

      muito legal saber da historia dessa casa!pena que nem sempre as pessoas dão valor a imoveis assim ,deixam se destruir com o tempo!

      Reply
  • Joelma Ginu Silva 20/05/2014 at 21:48

    queria muito ter dinheiro suficiente pra comprar essa casa ,reformar-la deixar igualsinha a antes.acho ela linda ,faria dela minha casa de morada!toda vez que passo em frente fico sonhando!sou apaixonada por casas antigas.ficaria perfeita.

    Reply
  • ana Kamila 16/01/2015 at 17:45

    nos pessoas normais podemos compra essa casa ??? ou ela esta sobe custodia da prefeitura, me expliquem, se eu quiser compra ela como faço ??

    Reply
    • Douglas Nascimento 16/01/2015 at 20:52

      Olá Ana, como vai ?

      A prefeitura já comprou o casarão junto a família do ex-prefeito. Falta só sair a restauração. Abraços

      Reply
  • Vinicius Ernandes 12/08/2017 at 12:50

    Olá,

    Na segunda metade do ano passado o casarão foi tomado por movimentos sociais ligados a arte e cultura, ficaram por lá um bom tempo com alvará da Guarda Civil de Guarulhos e tinham planos de transformar o casarão em um centro cultura mas eles foram retirados de lá, não sei o motivo. Na Rua Felício Marcondes um terro a cima do casarão tem um outro imóvel super conservado e habitado.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: