Grande São Paulo

Monumento a Luiz Pereira Barreto

Comments (5)
  1. Filêmon disse:

    Muito bom! Eu mesmo era alguém que não reparava nesse monumento, sequer na praça, pois ficam mesmo escondidos. E bom conhecer o trabalho do homenageado, Dr. Luiz Pereira Barreto. Curioso como num passado não distante os monumentos públicos eram feitos por escultores talentosos, com beleza e harmonia… Os monumentos de hoje em dia são apenas sombra de seus congêneres, até os materiais usados não são nobres (haja vista a construção de monumentos com sucata nos dias de hoje).

    Chama a atenção a recorrente figura de Marianne na representação das virtudes da agricultura e da medicina, não só neste monumento ao Dr. Luiz, mas em vários outros, no Brasil e no mundo. Essa figura feminina é a mesma que aparece nas cédulas de real, e que muitos – esquisitamente – chamam de “marca d’água”. A mesma Marianne está na Estátua da Liberdade, e na famosa pintura “A Liberdade Guiando os Povos”, de Eugène Delacroix. Dependendo da imagem ou da escultura ela aparece ora com o busto desnudo, ora com ele coberto.

    Essa Marianne é, na base, o “Eterno Feminino” que os gnósticos adoram. E ela foi disseminada em toda a cultura pelos maçons, ao longo dos séculos, como uma paródia da Virgem Maria, de modo a confundir uma com a outra, e fazer os cristãos se desviarem de Deus e seguirem a Satanás escondido sob uma máscara feminina. Se formos ver bem, o repúdio que muitos evangélicos têm a Nossa Senhora vem por recusarem a economia da Salvação conforme Nosso Senhor Jesus Cristo a estabeleceu. Os evangélicos caem no jogo dos maçons e acreditam que a Virgem Maria e o Eterno Feminino são a mesma coisa, e entram de cabeça na agenda dos globalistas que desejam acabar com a Igreja Católica.

    Essa confusão armada pelos maçons entre a Virgem Maria e o Eterno Feminino é extraordinariamente bem retratada no filme “Metropolis”, de Fritz Lang. Aquele robô futurista que é inventado pelo cientista-ocultista, e rapidamente se torna objeto de adoração dos poderosos do mundo é o Eterno Feminino, mas concebido de um jeito que pareça que é Virgem Maria. A verdadeira Virgem Maria é a que se reúne, às escondidas, com os perseguidos do povo na cripta para rezar ao Salvador Jesus Cristo. Aliás, é bom que se diga que esse filme mostra tanta coisa dos planos do “governo oculto do mundo”, que só mesmo um deslize monumental para ele ter vindo a público… Vale muito a pena conhecê-lo.

    1. Renato disse:

      O que você viu nestas estátuas para associa-las a Marianne?

    2. Daniel Pardo disse:

      Mudando de assunto e variando um pouco na mesma linha… se eu não me engano o Queen ao gravar o vídeo clipe de “Radio Ga Ga” usou imagens desse filme Metrópolis, não usou???

      Mas enfim… o prefeito João Dória está fazendo um excelente trabalho ao recuperar os monumentos públicos da cidade, apesar de eu não simpatizar com o PSDB (e hoje em dia com político nenhum) porém, como eu disse em outro post… é daquele jeito… a prefeitura vai, restaura e os pichadores vão lá e emporcalham, ai a prefeitura vai e limpa de novo, os pichadores vão e vandalizam outra vez, ou seja, é um verdadeiro trabalho de “enxugar gelo” e outra coisa… o prefeito não tem que limpar só as coisas que a população vê, pois nas periferias de São Paulo (que é realmente a “São Paulo real”) o lixo continua dominando as ruas.

  2. Luis Fabricio disse:

    Boas colocações, Filêmon, só que o povo não se reúne na cripta para rezar. A reunião acontece nas catacumbas de Metropolis. A parte da “cripta”, como você disse, se passa na Igreja, onde estão as imagens que representam os sete pecados capitais, e a transposição dessa parte na hora em que a Falsa Maria vem a público é muito interessante, muito mesmo. Acho que assistimos montagens diferentes do filme :-P. Assista-o novamente, é um filme inesgotável, que prenunciou muita coisa que aconteceu no século XX, e está acontecendo agora. Eu recomendo a versão em alta resolução que está no canal “High Quality Classic Films”, no Youtube. Além de ser uma bela obra de arte, o filme Metropolis é um aviso urgente para frear as divisões cada vez mais idiotas que ocorrem entre as pessoas e nos unirmos contra os poderosos que só nos usam para fins nefastos, sejam eles socialistas, liberais, sionistas, maçons etc.

    Quanto ao site “São Paulo Antiga”, muito bom, trabalho nota dez em mostrar imóveis históricos, sua situação no passado e hoje em dia. Continuem!

  3. Luiz Henrique disse:

    Eu penso que, se nos dias atuais, as esculturas, quando feitas, são de material menos nobre, é porque os seus idealizadores já esperam pelo pior: o vandalismo(pichações, etc). Antigamente, não havia essa preocupação.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga
Something is wrong. Response takes too long or there is JS error. Press Ctrl+Shift+J or Cmd+Shift+J on a Mac.