Crimes

Conheça o Museu do Crime

Crime do poço, crime da mala, crime do Padre João, os assaltos do intrépido Meneghetti. Estes são apenas alguns dos inúmeros, tenebrosos e curiosos crimes que estão catalogados em um dos mais interessantes museus paulistanos e que fica localizado na região central de São Paulo, no bairro da Luz: O Museu do Crime.

Em um pequeno mas bem cuidado e organizado espaço dentro da Associação dos Investigadores de Polícia do Estado de São Paulo (AIPESP), o Museu do Crime permite ao visitante viajar a fundo na história do crime em São Paulo, através de quadros, fotografias, documentos, armas antigas, distintivos e diversos utensílios policiais utilizados pela polícia paulista desde o início do século XX.

Dr. Milton Bednarski, criador e curador do Museu do Crime (clique para ampliar).

No local é possível conhecer a fundo tragédias que marcaram a Cidade de São Paulo como o crime do restaurante chinês, a tragédia do Cine Oberdan, o incêndio do Edifício Andraus o crime da Rua Apa e muitos outros, que a população nem sabe que existiu mas que são igualmente assustadores.

O acervo do Museu do Crime é obra do Dr. Milton Bednarski, criador e curador do museu e que cujo acervo é fruto de mais cinco décadas dedicadas à pesquisa e a catalogação do rico material disponível no museu.

Por lá é possível descobrir curiosidades sobre alguns dos crimes mais conhecidos de nossa cidade, como por exemplo o fato de que o famoso “Crime da Mala” de 1928, onde Giuseppe Pistone assassinou Maria Fea e tentou enviá-la despedaçada dentro de uma mala em um navio para a Europa não foi o primeiro crime do gênero.  Em 1908, duas décadas antes do crime da mala mais famoso, o imigrante Michel Trad assassinou seu então sócio Elias Farah, no que ficou conhecido como o primeiro “crime do poço”.

Maria Fea e Pistone, protagonistas de um dos mais famosos crimes paulistanos.

Localizado há menos de 100 metros da Estação da Luz, o Museu do Crime é uma ótima pedida para aqueles que querem conhecer um pouco mais do passado paulistano através de seus mais famosos crimes e tragédias. O museu tem entrada franca e fica aberto de segunda a sexta.

Serviço:

Museu do Crime
Avenida Cásper Líbero, 535 – Luz
Telefone: (11) 3228-7489
Horário de Funcionamento: Segunda à Sexta das 08:00 às 17:00hs
Grátis

37 Comentarios

  1. José Roberto Teixeira da Silva says:

    Gostaria de obter informações sobre o crime praticado pelo italiano que emparedou seus filhos, frutos de incesto, narrado em reportagem publicada em O Estado de S. Paulo de 29/01/2012.

  2. Rinaldo Dalan says:

    Muito legal esse museu…diferente! SO um detalhe: o assasinato de Maria Fea por Giuseppe Pistone e a tentativa frustada de enviar seu corpo esquartejado a Europa nao teria sido o crime da mala?

  3. Rinaldo Dalan says:

    Obrigado pela informaçao e parabens pelo seu trabalho!

  4. Rinaldo Dalan says:

    Douglas,pode dar uma sugestao? Seria muito interessante um artigo sobre Paranapiacaba,um local que visitei no ano passado e fiquei envolvido pelo seu misticismo e por sua historia…Tanta historia e tanto descaso!Abraços…

  5. PAULO ROBERTO says:

    parabaens pela materia

  6. PAULO ROBERTO says:

    PARABENS PELA MATERIA

  7. Quinta-feira tive que resolver um negócio no centro e acabei passando no museu que é sensacional. Conheci graças a matéria deste site de conteúdo único. Infelizmente, na ocasião não encontrei o sr. Milton. Acredito que irei voltar lá mais vezes. Uma pena que as pessoas não conheçam esse museu, espero que vocês divulguem outros espaços culturais na cidade como esse.

  8. AFONSO says:

    Douglas,gostaria de dar a sugestão de visita ao outro museu do crime, este maior e com mais acervo,embora não tão bem cuidado.
    Ele fica na cidade universitária da USP, dentro do predio da ACADEMIA DE POLICIA.Vale a pena conferir!
    E uma pequena correção em seu texto,os crimes mencionados são os “crimes da mala” e não “crime do po
    ço” como constou,dê uma confiridinha e edite,OK?.

  9. alessandro says:

    Fala Douglas,espetacular as matérias,eu e minha esposa somos apaixonados por historia,e aqui achamos muito o que estudar,parabens pelo trabalho.

  10. Henrique says:

    Excelente matéria, não moro em Sampa mas em pesquisa achei este ótimo site.
    Pena que hoje os crimes já não chocam tanto, está se tornando banal a criminalidade.

  11. Juliana Del Judice says:

    Achei muito interessante esta matéria acerca do Museu do Crime. Este, próximo à Estação da Luz eu ainda não conheço, porém visitei duas vezes o Museu do Crime na Cidade Universitária, pois prestei concurso para delegado de polícia em 2007 e 2008 e as provas foram na USP, logo não resisti e confesso que fiquei encantada com o acervo dos museu, sobretudo a simulação da cena do crime no maníaco do parque.

    Parabéns pela matéria Douglas.

  12. Gilmar Fernando says:

    É uma pena que o acervo não é aberto ao público. Está disponivel para visitação apenas de policiais. Fiquei triste quando tive a informação, pois este artigo indica o museu como ponto turistico.

  13. Pretendo ir nesse museu e no de Osasco esse ano. Sou amante de jornalismo investigativo e mantenho um blog sobre criminalística. aliás, esse mês, escrevi uma matéria sobre o crime da mala de 1928 (há o caso do Chico Picadinho e da Fera da Penha (RJ) também):
    http://blogfamigerados.blogspot.com.br/2012/04/o-crime-da-mala-em-1928.html
    Seu blog está excelente, continue assim!
    Abraços!

  14. Daniela says:

    Hola mi nombre es Daniela Coronel, soy de Argentina, conozco al Dr milton Bednarski, somos amigos , yo perdi contacto con el , y quisiera saber si podrian enviarle a el mi num en Argentina para que se comunique ,4266751-celular 155721669 o mi correo danifarm_79@hotmail.com , gracias

  15. AFONSO says:

    para quem não conhece o outro museu do crime,este localizado na ACADEMIA DE POLICIA,aqui vai um link com uma pequena amostra.
    http://conhecasp.blogspot.com.br/2010/12/museu-do-crime.html
    vale a pena conferir.

  16. Ana Marques says:

    Boa noite,

    alguém sabe algum hotel proximo? Sou do RJ quero aproveitar e visitar outros lugares…

    obrigada

  17. MENEGHETTI FOI UM LADRAO MUINTO AUDACIOSO NA SUA ÉPOCA.PARA INTENTAR SEUS ROUBOS,PORTAVA SEPRE UMA CADELA NO CIU E A COLOCAVA A DISPOSICAO DOS CACHORROS EXISTENTES NA PROPRIEDADE E COM ISSO EFETUAVA OS ASSALTOS TRANQUILAMENTE.NESSA MESMA ÉPOCA DOSI OUTROS LADROES SE DESTACAVAM : O SETE DEDOS E O PROMESSINHA.

  18. Deco Rodrigues says:

    Seg a sex. das 8h as 17hs…. ou seja, quem trabalha como uma pessoa normal e honesta não pode visitar o Museu.

  19. Gostei da matéria, principalmente porque curto livros de conteúdo policial e horror…
    Prometo que lerei os artigos com mais calma e deixarei meu(s) comentários, e deixo aqui meus parabéns.

    the Osmar.

  20. Poxa… posta mais fotos do museu do crime… rsrs… principalmente a famosa mala usada no ” Crime da Mala ” …

    att.

  21. Martha May says:

    Muito interessante esse museu

  22. Tina Rusck says:

    Uma das pessoas mais ricas em conhecimento policial do Estado de São Paulo Dr. Milton, o qual tive a oportunidade de conhece-lo e partilhar um pouco de suas histórias e acervo pessoal.

  23. Paulo Cesar says:

    Muito legal o museu do crime.
    Acho no entanto que as salas do museu deveriam ter nomes de políticos tais como Paulo Maluf, José Sarney, Lula e Celso Pitta. Ficaria mais coerente!

  24. Moacir Tadeu Lopes says:

    Meneghetti eu conheci morava na rua concelheiro Nebias entre a rua dos gusmoes e rua vitoria ele tinha a abilidade de andar pelas marquises dos edificio e escalava grandes alturas nesta epoca eu tinha entre 9 a 10 anos e brincava proximo a sua casa

  25. Angela says:

    Bem que este museu poderia abrir em horários que todos pudessem visitar.
    Horário comercial fica difícil né.

  26. Pingback: É estranho, mas virou museu! | Blog Mundi

  27. Alair do Carmo Silva says:

    Olá Dr. Milton Bednarski, gosto muito do seu trabalho São Paulo Antiga. sou filha do Alaor Bednarski (falecido)gostaria de um contato com o senhor para saber mais sobre a família meu telefone é 0112589-0317 desde já agradeço sem mais Alair

  28. alguem sabe me dizer se a entrada e livre?se qualquer um pode entrar?

  29. FERNANDO HENRIQUE CROVATO PEDROSA says:

    PELAS SUAS INFORMAÇOES O MUSEU E ABERTO AO PUBLICO MAIS ISTO PARECE QUE NAO FICOU BEM CLARO VOCE PODE ME CONFIRMAR.

  30. Pingback: Blog Visite São Paulo | Museu do Crime no Avenida Cásper Líbero

  31. Juliana Fisco says:

    Trabalho durante a semana e tenho enorme interesse em visitar o museu, porém só poderia aos finais de semana. Não há exceções para abertura do museu em feriados ou finais de semana?
    Aguardo

Deixe uma resposta