Artigos

O Primeiro Raid São Paulo – Ribeirão Preto

Comments (5)
  1. Antonio Carlos R. Serrano disse:

    Excelente matéria. Parabéns!

  2. Filêmon disse:

    Em 1916, usava-se a palavra “pneumático”, que gozado! Não é tão antigo, portanto, usar a abreviação “pneu”. Bom saber!

    1. Daniel Pardo disse:

      O irmão do meu falecido avô, meu tio-avô (que também já se foi) falava “pneumático”, eu achava engraçado…
      Mas enfim… para os carros naquela época irem de São Paulo a Ribeirão em 12 horas (!!!!!) eles deviam andar a passos de tartaruga, acho que se foram a uns 30 Km/h foi muito… hoje em dia esse percurso feito a 120 Km/h deve ser feito em quantas horas?? umas 4??

  3. Nilton D'Addio disse:

    Muito interessante a matéria. Ainda hoje, com toda a tecnologia dos automóveis e especialmente das rodovias, dependendo do dia e da hora, pode-se levar mais de 10 horas para se ir do Jardim da Luz em São Paulo, até a cidade de Ribeirão Preto.
    Outro aspecto que me despertou curiosidade, foi o estado que Santos Dumont e seus companheiros de viagem chegaram a Ribeirão Preto, pois estavam com roupas bem claras e viajaram em carro aberto e por estradas de terra.
    Belíssima aventura e muito interessante o percurso.

Deixe uma resposta

Publicidade:

SP ANTIGOS

Nosso Instagram: @saopauloantiga