Muito antes da internet estar presente em nossas vidas diariamente e muito antes até do rádio, o jornal impresso já estava incorporado em nosso cotidiano. Este veículo de comunicação tão importante durante muito tempo foi a única porta entre o mundo e as pessoas. Ler um jornal era como abrir uma imensa janela para ver o mundo.

O jornal O Estado de S. Paulo é hoje o jornal diário mais antigo em circulação nas ruas paulistanas e também um dos mais antigos do Brasil. Atualmente o jornal está presente no cotidiano de seus leitores não só através da mídia impressa, como também na internet e nos novos dispositivos de leitura como smartphones e o iPad.

Atualmente também tornou-se muito fácil saber quem está por trás de um jornal. Uma pesquisa na internet com o nome deste ou daquele jornalista rapidamente encontramos quem são estas pessoas. Outros, mais conhecidos, se fazem presentes com suas figuras estampadas nas colunas do jornal. Tudo muito rápido, fácil e moderno.

Se hoje é tudo muito simples, acessível, no passado a história era bem diferente. Quem eram as pessoas que trabalhavam no jornal O Estado de S. Paulo no início do século XX ? Onde era a sede do jornal ? Como eram a redação, a linotipia e a gráfica ? Se estas perguntas deixam você curioso, as próximas fotografias irão lhe mostrar o dia a dia deste grande jornal paulista no final dos anos 1910. Com vocês, o cotidiano do Estadão entre 1917 e 1918.

A SEDE:

São Paulo não era uma metrópole tão grande como a que temos nos dias de hoje, mesmo assim a cidade já esboçava uma agitação que só iria aumentar com o passar dos anos. Hoje o jornal tem sua sede na Avenida Engenheiro Caetano Álvares, no bairro do Limão mas nos primeiros anos do século passado o Estado de S. Paulo ficava na região central da cidade, na Praça Antônio Prado.

Direção e administração do jornal, na Praça Antonio Prado (clique para ampliar)

Na fotografia acima é possível notar que a cidade já está em um ritmo frenético parecido com o dos dias de hoje, podemos notar pessoas elegantes nas ruas e a curiosidade de que o mesmo prédio do Estadão era ocupado pela empresa Light & Power.

Porém, este não era o único endereço do Estadão. Em 1907 com o crescimento do jornal foi possível dar início a construção de um novo prédio, exclusivo, onde seriam realizados a composição, revisão, impressão e distribuição do periódico. A nova sede seria inaugurada em 1909 na rua 25 de Março.

Edifício do Estadão, na rua 25 de Março (clique para ampliar)

Um jornal deste porte, com sede administrativa e parque gráfico separados demandava de muitos funcionários. Eram jornalistas, escritores, contadores e operários que eram responsáveis em produzir o jornal que chegava nas mãos das pessoas diariamente. Mas como eram os departamentos, escritórios e gabinetes destas pessoas ? Vamos conhecer!

Gabinete do Redator-Chefe:

Balcão de entrada da gerência:

E como se acomodavam os jornalistas ? Abaixo uma das salas da redação:

E como toda empresa grande, o jornal possuia seu próprio departamento de contabilidade:

A gráfica do jornal, na Rua 25 de Março era um local grandioso. Só a rotativa, uma Marinoni adquirida em 1909 na França, ocupava dois andares do edifício e empregava um grande número de funcionários, como ilustra a fotografia a seguir:

Neste mesmo prédio, encontrava-se também uma oficina de gravura onde eram preparados muitos dos anúncios que hoje podem ser vistos no site do jornal, em Reclames do Estadão:

E também o setor de tipografia:

Abaixo, o setor de linotipia:

Antes das máquinas modernas de hoje, o setor de encadernação demandava de muitos funcionários:

E depois de impresso, revisado e encadernado o jornal precisava sair às ruas. Na foto a seguir o setor de distribuição de jornais:

E quem eram os responsáveis por este grande jornal ?

Um jornal do porte do Estado de S. Paulo não poderia existir se não fosse a grandiosidade daqueles que dirigiam este importante veículo de comunicação. Os passos destes homens, quase um século atrás, foram fundamentais para o que hoje ele representa na sociedade brasileira. Vamos conhecer algumas das importantes personalidades que fizeram parte do Estadão nas primeiras décadas do século XX.

Mas antes que tal ver como era uma sala de chefia ? Confiram:

Abaixo, algumas das personalidades fundamentais do jornal O Estado de S. Paulo no começo do século passado:

JULIO DE MESQUITA:

NESTOR PESTANA (Redator-Chefe):

AMADEU AMARAL (Secretário de Redação):

RICARDO DE FIGUEIREDO (Gerente):

JOAQUIM DE SOUZA OLIVEIRA (Diretor):

ARMANDO DE SALLES OLIVEIRA (Diretor):

Na foto abaixo, reunidos, diretor, redatores e parte do pessoal da redação. Dr. Julio de Mesquita está sentado no centro:

Gostaria de conhecer outras empresas paulistas antigas por dentro ? Fique ligado no São Paulo Antiga que teremos mais novidades! Não deixe de comentar e dar a sua sugestão!

Saiba mais:

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Ralph Mennucci Giesbrecht 03/11/2010 at 13:18

    Como dizia o Pato Donald, “O Estalo de S. Saulo”…

    Reply
  • MaGioZal 03/11/2010 at 13:42

    Este antigo prédio do Estadão na 25 de Março ainda existe hoje em dia?

    Reply
    • Douglas Nascimento 04/11/2010 at 14:27

      @MaGioZal

      Sinceramente não sei, vou verificar isso amanhã quando passar pela rua.

      Reply
      • Sandra Paduan 23/05/2012 at 13:04

        Oi Marcelus, tem sim babe! tá aí no blog mesmo. acho que hoje tem uma loja, a Doural., hehe. beijocos.

        Reply
    • michael de sousa 22/08/2014 at 13:44

      existe sim!!…e muito bem concervada!!!….=)

      Reply
  • Alexandre Giesbrecht 03/11/2010 at 13:51

    A foto da “sala de chefia” é na Praça Antônio Prado também? Se for, mais interessante ainda, pela paisagem quase rural na janela!

    Reply
    • Douglas Nascimento 04/11/2010 at 14:27

      @Alexandre

      A sala da chefia é no terceiro andar do prédio da rua 25 de Março. Acredito ser a vista da região da várzea (deduzo que o prédio era “de costas’ para o Tamanduateí.

      Reply
  • Tweets that mention Por dentro do Estadão — São Paulo Antiga — Topsy.com 03/11/2010 at 14:05

    […] This post was mentioned on Twitter by Alessandro Temperini, Douglas Nascimento, Douglas Nascimento, Reclames do Estadão, Tiago Pereira and others. Tiago Pereira said: RT @aletp: Em fotos, o cotidiano do @estadao em 1918 ! Conheça o jornal em detalhes: http://vempra.ca/v4 (via @SaoPauloAntiga) (via @pir … […]

    Reply
  • JOSE 03/11/2010 at 20:29

    linotipo e a caixa de ferro denominada “rama”. Objetos ultrapassados, mas, que fizeram parte da impressa em tempos idos, os quais tive oportunidade de conhecer, quando estudante, por ocasião de uma visita ao jornal
    “folhas”, na alameda barão de limeira, em 1970. Bons tempos, boas lembranças.

    Reply
  • Ralph Mennucci Giesbrecht 04/11/2010 at 09:55

    É curioso como eram outros tempos. Diversos redatores desta época e de alguns anos depois tornaram-se escritores famosos, como Amadeu Amaral, Monteiro Lobato, Leo Vaz, Sud Mennucci, Manequinho Lopes… e hoje? Nõ vemos mais isso, as pessoas mais famosas são apenas alguns colunistas, que são autônomos. O que aconteceu? Tem gente boa lá hoje também.

    Reply
  • Renata 04/11/2010 at 17:43

    Muito legal, adoro o Estadão. É sempre bom entrar no seu site, tem muita informação interessante.

    Reply
  • Gráfica do Estadão – 1917 & 2010 — São Paulo Antiga 09/11/2010 at 13:40

    […] Relacionados Por dentro do EstadãoSobrado – Rua Florêncio de Abreu, 245Santa Ifigênia – 1912 e 2010Mercado MunicipalSão […]

    Reply
  • Sônia 12/11/2010 at 21:32

    Muito bom. Minha mãe de 87 anos leu, lembrou de alguns fatos, e AGRADECE. Parabéns pelo site.
    Sônia.

    Reply
  • Eduardo Britto 11/12/2010 at 08:47

    Super. Parabéns!

    Reply
  • João Gimenez 10/02/2011 at 20:31

    Douglas, o site esta cada vez melhor, sempre qdo entro tenho uma supresa nova e mais interessante que a outra. Parabéns!!!

    Reply
  • Reinor Caetano Perez 22/02/2011 at 08:43

    Maravilhoso, conheci de nome, muitas personalidades citadas. Gostei muito pois sempre acompanhei o Estadão desde pequeno lá em Buritama.

    Reply
  • fabio 23/11/2011 at 03:42

    Alguém perguntou se o predio da rua 25 de março ainda existe.Existe sim e este próprio site já mostrou.

    Reply
  • Por dentro do Estadão – Parte 2 — São Paulo Antiga 09/01/2012 at 15:48

    […] Relacionados Por dentro do EstadãoGráfica do Estadão – 1917 & 2010A fauna brasileira escondida na Catedral da SéSobrado […]

    Reply
  • celisio jose da silva 27/02/2013 at 16:08

    nos anos 70 eu era entregador desse magnifico jornal na cidade de marilia e curiosamente eu morava na cidade de julio mesquita.

    Reply
  • Marcio Melhados 17/12/2014 at 10:39

    Meu avô foi grafico desta época no estadão ,trabalhou por 30 anos, tenho fotos até do time que eles jogavam ,com Dr Julio mesquita no time .

    Reply
    • Douglas Nascimento 17/12/2014 at 10:48

      Olá Marcio, e estas fotos poderíamos ver ? Rende uma boa reportagem aqui.
      Abraços

      Reply
      • marcio 26/06/2015 at 00:19

        Desculpe nao responder antes , poderia sim me envie um contato de email , escanearei as fotos e lhe envio

        Reply
  • Carlos Gama 11/05/2015 at 21:42

    Foi um excelente passeio pelas minhas memórias de menino, na redação e na linotipia. Meu pai trabalhou no jornal desde 1921 até 1958. Hoje, estaria com 111 anos de idade.

    Reply