Quando se pensa em elevadores no Brasil a maioria das pessoas imaginam que tudo veio do exterior, por marcas estrangeiras que costumamos ver as logomarcas estampadas nos elevadores.

No entanto, empresas brasileiras estão neste ramo há mais de 50 anos, e uma delas ostentou por anos e anos uma bela fábrica no bairro da Vila Maria, zona norte de São Paulo: A Real Elevadores.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga - Clique para ampliar

Fundada na década de 1940 por Quirino Fiorante, a Real Elevadores marcou uma época na Vila Maria, tendo sua fábrica na rua lateral à rodovia Presidente Dutra, bem próxima a marginal do rio Tietê.

Até hoje quem chega à cidade de São Paulo pela rodovia Dutra nota a imponência de uma grande torre cujas portas de elevadores não dão a lugar algum. O que parece um prédio semi-acabado é na verdade uma torre para testes dos elevadores fabricados pela empresa.

Uma parte da história industrial de São Paulo e da bela Vila Maria está ali, a beira da rodovia.

Confira outras fotos (clique para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe uma resposta

Comments

  • Eduardo Britto 13/02/2010 at 19:30

    Que legal! Não sabia da existência desse prédio e dessa história da vida industrial paulistana. E fica a dúvida: o que será feito de um prédio como esse, no futuro a médio e longo prazos. No curto prazo… ficará abandonado. E depois? A Vila Maria voltará a ser atrante para negócios, e assim atrair investimentos, para que o prédio possa ser alugado por alguma empresa? O poder público terá interesse em usar o imóvel para alguma coisa? Valerá a pena comprar esse terreno para demolir o imóvel e construir outra coisa, numa área tão sem qualidade de vida como aquela, na beira da Dutra? Não deixa de ser curioso indagar o futuro desse prédio. Valeu!

    Reply
  • Elaine Telles 28/02/2010 at 14:02

    Meu pai trabalhou nessa empresa na decada de 70 e me lembro de passar algumas tardes com ele nesse prédio. É uma pena que não seja dada a devida importancia a memória de nossa cidade.

    Reply
    • Ceciliana Ferreira Medeiros Natal rn 08/01/2013 at 00:08

      meu pai trabalhou no fim da decada de 80 antes de entrar na otis eu lembro quando ele chegava em casa a tardinha no fusca da real elevadores

      Reply
    • Franklin mariano da silva neto 20/05/2013 at 23:53

      Também trabalhei nesta empresa e gostaria muito de conhecer uma outra pessoa que tenha trabalhado tbm , estou querendo me aposentar mas falta documentos relacionados á empresa , se puder me ajudar ficarei agradecido.

      Reply
  • jose braga 02/04/2010 at 14:09

    eu tinha curiosidade de saber se existia mais um nome pra firma de elevadores alem de atlas,kone,thyssen e otis. fiquei surpreso em saber da historia da real elevadores. sou técnico em elevadores aqui em fortaleza e muito apaixonado por elevadores da decada de 40,50 e 60.
    sou fascinado por estas…….maquinas.

    Reply
  • Beto 07/12/2010 at 20:16

    Linda estrutura. Daria exelentes lofts, aliás, uma opção para reestruturação e reurbanização de áreas industruais degradadas sem demolir esse belo (e vasto) patrimônio arquitetônico.
    Imaginem se essa área de São Paulo fosse completamente revitalizada, com armazens, fábricas e galpões convertidos em pontos comerciais, apartamentos, locais para cultura e educação, etc!
    Seria uma pena demolir e no local construir um espigão sem graça…

    Reply
  • EDUARDO 17/05/2011 at 14:24

    EU CONHEÇO AUGUNS DOS HERDEIROS E SEI QUE FORAM TOTALMENTE PREJUDICADO QUANDO A ENTÃO PREFEITA DE SÃO PAULO NA EPOCA MARTA SUPLICY DOBROU O IPTU EM SÃO PAULO, PREJUIZO ESTE QUE FOI PARA TODA A POPULAÇÃO, ARRECACÃO QUE NINGUEM SABE ONDE FOI INVESTIDA.

    Reply
    • AILTON GOMES DA SILVA 02/10/2012 at 11:59

      DESCORDO D VC AMIGO EM ACUSAR SO A MARTA POR ISSO, O BRASIL NA EPOCA NA0 TINHA ISENTIVO P INDUSTRIA BRASILEIRA

      OBS: EU TB CONHECI OS HERDEIROS DA REAL, NAO OUVE FOI VONTADE DE SEGUI.

      Reply
      • thiago 15/01/2013 at 14:21

        A culpa foi da MARTA SIM!!!!!! e agora com HADDAD a tendencia é só piorar!

        Reply
  • Sandro Jardim 26/05/2011 at 15:55

    Eu trabalhei em uma industria de confecção na minha adolecência vizinho dos elevadores Real, na época era uma imponente empresa, quem trabalhava lá tinha orgulho e com certeza era muito bem remunerado.
    Triste saber que hoje em dia não tem mais nada, apenas o prédio abandonado, triste realidade paulistana.

    Reply
  • ailton gomes 10/08/2011 at 22:15

    Eu trabalhei nesta empresa, alias muinto conceituada na epoca.
    pena q os herdeiros nao seguirão o exemplo dos fundadores,hoje sem sombra de duvida seria umas das maiores empresa do seguimento de elevadorres.

    Reply
  • Silas 21/11/2012 at 16:42

    Legal! Meu elevador é Real

    Reply
    • REAL 04/04/2013 at 10:09

      ESSAS INFORMAÇÕES, SÃO COMPLETAMENTO FALSAS…..OCORREU UM INCENDIO EM 1997 E ESSA PARTE DA EMPRESA (FOTOS) ESTA DESATIVADA…..A REAL NUNCA DEIXOU DE EXISTIR. ELA CONTINUA ATIVA E ESTA FUNCIONANDO NA RUA DR. AFONSO VERGUEIRO, 104

      Reply
    • REAL 04/04/2013 at 10:11

      QUAL ENDEREÇO SILAS? ASSIM PODEREMOS ENTRAR EM CONTATO COM O SINDICO PARA UM POSSIVEL RETORNO DO PREDIO AO FABRICANTE QUE SOMOS.

      Reply
  • Franklin mariano da silva neto 20/05/2013 at 23:46

    trabalhei nesta empresa na epoca dos anos 70 quando ainda era menor de idade , pelo senai hoje pretendo me aposentar nas perdi minha carteira de trabalho , entao estou com dificuldades .sera que a empresa ainda existe mesmo?

    Reply
  • Hellen 28/11/2013 at 18:51

    Boa tarde!

    Gostaria que a SPA explorasse um pouco mais o bairro de Vila Maria, acredito que sua história seja interessante e nós, moradores do bairro gostaríamos de ver mais histórias e fatos do bairro.

    Reply
  • Persio Souza 06/12/2013 at 10:53

    Trabalhei nesta empresa no ano de 1975/1976, eramos varias pessoas no escritório da adm/contabilidade, recordo-me de um baiano chamado Ribeiro que trabalhava como boy, havia um outro colega chamado Beto se não me falha a memoria, tinha um senhor bem mais velho que que não recordo o seu nome, tinha um japonês e um gordinho que não recordo os nomes, havia uma moreninha magrinha bonitinha parecia ser biana que trabalhava no setor de radio, tinha um recém chegado de Recife que veio trabalhar comigo, mas infelizmente não lembro os seus nomes, bons tempos esta época, a vila Maria era uma tranquilidade, a firma estava em ritmo de trabalho, havia até um projeto nos fundos de elevadores garagem de carro, saindo da empresa não passei mas por ai, depois de alguns tempos transferi-me para o nordeste, hoje moro em Salvador, por acaso hoje revendo no google maps os lugares onde trabalhei ai em São Paulo deparei-me com o prédio da empresa Elevadores Real abandonado.

    Reply
    • REAL 06/12/2013 at 11:27

      Sr. Persio.
      O predio que se encontra abandonado é a parte que dá de frente para via dutra. Ocorre que no fim do anos 90 houve um incendio na empresa, com isso o funcionamento da Real esta no outro lado que é na R. Dr. Afonso Vergueiro, 104.

      Reply
  • Persio Souza 20/02/2015 at 23:10

    Fiquei muito contente em saber que Elevadores Real ainda existe, quando estiver em São Paulo darei uma passada por ai para recordar os bons tempos da década de 70 em que passei trabalhando nesta empresa.

    Reply
  • Luiz Henrique 24/09/2015 at 08:28

    É um prédio bem interessante, vizinho de onde eu trabalho. Merece uma recuperação! Não é qualquer coisa, não: ele restaurado, será um destaque positivo na região.

    Reply
    • diebakil51Persio 23/10/2015 at 17:48

      Trabalhei na Elevadores Real. No ano 1975, no departamento de contabilidade.

      Reply
%d blogueiros gostam disto: