Casas abandonadas são encontradas espalhadas praticamente por todas as cidades do país. As razões que levam os imóveis ao abandono são as mais diversas, que abrangem desde problemas de herança até desapropriações. Nem sempre é possível averiguar a razão correta deste ou daquele abandono.

Na bairro de Vila Augusta, em Guarulhos, no número 746 da rua Francisco Antunes, encontramos o pouco que resta de uma casa há muitos anos parcialmente demolida. De estrutura moderna, que remete a uma arquitetura que se popularizou principalmente no início dos anos 1970, quase mais nada resta da casa, exceto pela fachada, uma porta de madeira, o vitraux da sala (ainda que sem vidros) e o portão de ferro.

O que um dia foi uma bela residência, hoje nada mais é do que lembranças e algumas paredes.

Veja mais fotos deste imóvel:

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • ralph mennucci giesbrecht 15/08/2011 at 16:05

    Essa casa era muito fubiqueta!!!!

    Reply
  • Lia 17/12/2011 at 21:32

    Morei em casa parecida…Bem como disse: anos 60-70, primeiras casas de ‘laje’ sem os forros de madeira. Um must na época. Mas não consigo me conformar que não se consiga rastrear o histórico dessas casas, ainda mais tão recentes, nada que vá além de 50 anos!
    Quais registros dela na Prefeitura? donos originais? Parentes? Vizinhos da época? como estão as contas relativas? IPTU em atraso já deve ter gerado execução, está como nos cartórios? penhorada? tinha financiamento bancário? Quando vamos comprar ou vender pedem tantas certidões negativas, as famososas vintenárias. Não entendo como não há traços do caminho trilhado até ficarem assim ao abandono.

    Era, sem dúvida, uma casa confortável padrão classe média.

    Reply
  • Monique 19/05/2013 at 03:00

    Boa noite, moro na região da Vila Augusta, onde localizava-se esta casa.
    Acredito que na 7º série estudei com um menino que era vizinho dessa residência é perguntei para ele se sabia de algo a respeito da casa que, ainda nesse ano, era possível observá-la sob melhores ângulos e detalhes da estrutura interna e externa.
    Ele me disse que conhecia o morador. Sim, o morador.
    Questionei como era possível o morador viver na casa e não manter a estrutura, pois a casa já dava sinais de desgastes.
    Ele me disse que a história era a seguinte:
    O morador não vivia exatamente na casa, mas, sim, na casa dos fundos e que essa casa pertencia a mãe dele. Porém, quando a mãe morreu, ele não quis mais morar na casa e se mudou para os comodos do fundo (como se fosse um quartinho que existia lá). Ele também não tinha interesse em mexer na casa que pertencia a mãe.
    O menino não soube dizer se era por falta de dinheiro ou por outras questões.
    Até aquele ano era possível ver que a casa era, praticamente, mobiliada com tudo original.

    Não me lembro quanto tempo a casa resistiu, mas me lembro que perto de 2006/2007 (se não estou enganada) a casa tinha perdido o teto da sala, a cortina despencou e não havia mais móveis dentro.

    Provavelmente, o filho se mudou de lá.

    Reply
  • prissfotografiaPriscila 05/05/2014 at 15:32

    Preciso saber se existe algum dono dessa casa? Estou com um projeto e preciso de mais informações.
    Alguém pode me ajudar?

    Reply
    • Monique 06/05/2014 at 11:49

      Sim, o dono é o filho da antiga dona. Até um tempo atrás, eu sabia que ele morava nos fundos da casa. Não sei se mudou.

      Reply
%d blogueiros gostam disto: