Artigo atualizado em 27/09/2013 – Novidades no final da página

Algumas cidades do interior paulista preservam muito bem as suas construções históricas, como Guaratinguetá, Itu e São Carlos. Já outras parecem não se importar muito em deixar um legado de sua arquitetura para outras gerações e pouco de sua história arquitetônica é preservada para a posteridade. Uma destas cidades é Taubaté. E foi nela que encontrei este belo casarão antigo, em uma área já afastada do centro.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Localizado na esquina da Avenida José Olegário de Barros com Rua Francisco das Chagas, este casarão é um dos belos exemplares que ainda restam espalhados por Taubaté. Tem uma arquitetura um tanto quanto incomum para o padrão da cidade e do bairro Vila Nossa Senhora das Graças, onde ele se encontra.

Aparentemente, o casarão perdeu uma parte do terreno frontal, já que a porta principal da residência dá diretamente na rua.  Mas pelo mapa (no final do artigo) é possível notar que o imóvel era sede de alguma chácara ou fazenda. No interior da propriedade ainda existe uma grande área verde.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Clique para ampliar.

A porção inferior da construção tem um belo acabamento de pedras, infelizmente um pouco vandalizado por pichações. Já a parte superior da fachada do imóvel não possui revestimento especial e conta com um acabamento mais tradicional, com colunas torcidas (salomônicas) e balaustrada. As condições externas do casarão são bastante satisfatórias, mas quando fotografávamos o imóvel, observamos algo estranho em seu interior, que nos deixou um tanto quanto preocupado, como mostra a fotografia a seguir.

Clique na foto para ampliar

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Parte do forro da residência corre sério risco de desabar, se já não desabou pois já tem alguns meses que fotografamos. É possível observar que há uma grande infiltração que provocou uma grande fissura no forro, que só não cedeu por estar escorado por uma espécie de tronco. Se não reparado rapidamente, este tipo de rachadura tende a aumentar até que o peso não se sustente mais, vindo tudo abaixo.

Um belo imóvel antigo e único como este não pode desaparecer. Que este problema seja resolvido o quanto antes e que esta casa seja preservada para a posteridade, pois trata-se de uma das mais belas residências antigas de Taubaté.

Veja mais fotos (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Atualização 27/09/2013
Infelizmente o que temíamos aconteceu e este belo casarão foi demolido para dar lugar a mais um novo empreendimento imobiliário. O curioso é o nome ” Tarsila do Amaral “. Algo me diz que a nossa ilustre artista não ficaria feliz com esta homenagem. A foto abaixo mostra o imóvel, já demolido, em 19 de setembro de 2013.

Crédito: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Preserva Taubaté 13/09/2013 at 18:34

    Infelizmente!!!! Já foi para o chão.

    Reply
  • neu costa 13/09/2013 at 20:13

    Infelismente, faz 45 dias, que esse belo casarão foi ao chão, sem dó ou piedade. No local, está sendo projetado duas torres de apartamentos.

    Reply
  • Francisco Toledo 14/09/2013 at 02:30

    INFELIZMENTE este artigo está defasado, pois passei pelo local há aproximadamente um mês e estava quase todo demolido!!!

    Reply
  • Johnny Carvalho 19/09/2013 at 12:58

    Sou Taubateano e infelizmente é verdade. Foi para o chão vítima da exploração imobiliária que assolou a cidade. Vai virar torres de prédio Me lembro muito dessa casa, pois sempre quando criança admirava a sua beleza, por ser muito diferente.

    Atualmente está com os muros que sobraram pintados de vermelhos e eu (acredito) que a parte inferior, de pedra, está sendo usada como plantão de venda.

    Taubaté tinha uma arquitetura muito rica, devido aos tempos do café, mas infelizmente grande parte se perdeu a partir da década de 70.

    Reply
  • ana 27/09/2013 at 17:20

    É triste ver um casarão tão bonito ter ido ao chão, brasileiro não preserva a sua memória, vale mais o imediatismo, a especulação imobiliária!!

    Reply
  • Mara Goncalves 03/10/2013 at 16:34

    triste realidade em Taubaté…

    Reply
  • Jackson 08/05/2014 at 22:59

    Gostava muito desse casarão, infelizmente foi a chão, toda história e beleza que um tempo desenhava nossa cidade foi morta, e isso ocorre constantemente, para construções de novos prédios ou estacionamentos, tenho várias fotos de casarões, pois sou apaixonado, e muitos deles já não existem mais, o mesmo será o futuro da nossa antiga estação de trem. Triste.

    Reply
  • suzana granato 27/05/2014 at 22:50

    Quando criança eu sonhava em conhecer este casarão por dentro, Era lindo de se vê…. Uma pena que acabou. Não conheci. Temos outros prédios históricos que também podem acabar como este. Precisamos preservar nossa história.

    Reply
  • Evandro Cordeiro 13/05/2015 at 01:11

    Nota-se que a parte de baixo do casarão já destoava da parte de cima deste belíssimo casarão. Na minha opinião , esta parede feita de pedras (seria pedra sabão?), em nada combinava e a modificação agressiva feita pelo proprietário é gritante. É uma pena,ainda bem que há registro fotográfico para deleitar os nossos olhos…Abraço!

    Reply
%d blogueiros gostam disto: