Este pequeno prédio antigo do centro da Cidade de São Paulo está muito deteriorado e abandonado.

Localizado na rua Quintino Bocaíuva, na Sé, os dois andares superiores estão fechados e apenas o seu térreo é ocupado por um estacionamento de veículos. Notem a beleza desta construção que, mesmo deteriorada, impressiona a todos que passam pela região.

Porque mantê-lo nesta situação e não destinar o imóvel para algum fim cultural ou filantrópico ? Afinal o abandono é parcial, pois se está alugado no seu térreo para um estacionamento, é porque o imóvel possui proprietário. Ao invés de receber aluguel, poderia optar pelo novo inquilino preservar o imóvel.

Ideias para uma cidade melhor não faltam, o que falta é atitude.

Confira outras fotos deste edifício (clique na miniatura para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento
Foto: Douglas Nascimento

Veja o local através do mapa:

Visualizar São Paulo Antiga em um mapa maior

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • Cesar 23/09/2009 at 22:36

    Deixar um prédio desses cair aos pedaços.
    Como pode haver tanta ignorância em uma cidade só?

    Reply
  • Claudia Maria Buonsanti 12/10/2009 at 08:28

    O prédio é lindíssimo! É uma pena que tantos prédios e casas antigas em São Paulo sejam abandonados e/ou demolidos. Cada vez que vejo um casarão demolido, me encho de pesar. É uma parte da história de SP e da história de uma família que se perde.

    Reply
  • Marcel 16/10/2009 at 12:27

    É, se fosse só o prédio!!!
    O que dizer das quadrilhas que agem impunimente na Senadro Feijó, que não passam nem 48 horas na cadeia? que MERDA que virou isso!!!
    TA TUDO DOMINADO!!!!

    Reply
  • guilherme quintino 20/10/2009 at 14:01

    meu sobre nome saiu por causa dessa rua aew (guilhermerme QUINTINO)

    Reply
  • Rosana 18/11/2009 at 19:45

    vcs tão sabendo que o secretario de segurança urbana está querendo tirar todas as bancas da Praça da Sé,existem bancas lá que estão a mais de 81 anos.
    Rosana Bacarini

    Reply
  • Silvio Luiz Antunes 12/12/2009 at 16:38

    Eu sou o Silvio da comunidade Penha de França, eu sou entregador de pizzas no centro de São Paulo, conheço muitos predios e casas do centro de SP e entro em muitos deles.
    Gostaria de sugerir algumas fotos, eu mesmo não faço as fotos porque não tenho uma maquina boa.
    Vou dar um exemplo: Na rua Carlos de Souza Nazare proximo ao N° 267 na portaria do Predio tem duas estatuas bem interessantes que devem ser de Adão e Eva,é um predio muito antigo e a portaria é espetacular, caso Você não conheça o predio eu acho que ficaria boa aqui no SPA!!!

    Reply
    • Juliana 22/02/2010 at 14:34

      Oi, Silvio! Eu sei de que prédio você está falando. É muito lindo! Aquela entrada, com as estátuas e aqueles granitos vermelhos é sensacional. O problema é que o porteiro simplesmente não permite que a gente tire fotos dela – e eu já não tentei? Pois é… Ah, na frente dela – do outro lado da rua – tem outro prédio genial, super antigo, com uma volumetria bastante peculiar (a fachada é escalonada, formando uns pátios para os apartamentos do 1º andar). A conservação dele, para variar, não é para lá que se diga, mesmo assim ele é bonito. Um abraço!

      Reply
  • Clelia Person Lammardo 10/06/2010 at 19:07

    Um prédio como esse não pode ser demolido. Precisa ser preservado. É um dos raros sobradões de dois andares, paixão do paulistano, no início do século XX. Alguma empresa precisa investir neste móvel para que ele seja destinado à população da cidade de São Paulo. A riqueza de detalhes arquitetônicos é belissima.

    Reply
  • Filippo Raffaelli 24/03/2013 at 21:48

    Alvares de Azevedo, grande escritor da segunda geração romântica, símbolo do romantismo paulista, nasceu na esquina da Senador Feijó e da Bocaiuva (que na época se chamavam rua da feira e rua cruz preta). Seria este o edifício onde ele nasceu? lol

    Reply
  • Elisa Carvalho 03/07/2014 at 21:38

    a prefeitura não investe no inesperado comercio de curiosidades e novidades da criatividade das novas gerações.

    Reply
  • Mariana Araujo 11/02/2015 at 11:35

    Foto Google out/2014…o predio continua da mesma forma. A unica coisa diferente da foto do Google é uma bandeira de um movimento de moradia, o restante permanece igual.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: