O segundo quarteirão da Avenida Liberdade, na calçada do sentido Paraíso e partindo da Praça João Mendes, tem uma série de imóveis antigos construídos logo nos primeiros anos do século 20.

Quase todos estão com suas fachadas bastante preservadas, mantendo seu interessante estilo arquitetônico com o passar de todos estes anos. A grande maioria destes imóveis são sobrados de uso misto, com o piso superior para destinação residencial e o térreo para comércio.

Atualmente o térreo permanece para a mesma atividade, enquanto boa parte dos andares superiores viraram pequenos hotéis (daqueles bem baratos) e que são frequentemente utilizados por prostitutas que ganham a vida na Praça João Mendes e arredores.

No frontão do imóvel, no andar superior, encontra-se as inscrições ˝AG˝ ou ˝GA˝, que remeteria aos donos originais. Infelizmente temos poucos registros antigos do local e o máximo que conseguimos voltar foi a 1961, quanto encontramos uma loja com o nome de Casa Ana Maria funcionando no número 98, sendo que o imóvel vai deste número até o 104. Recebemos, inclusive, a informação que foi residência de importante médico, mas não foi possível checar.

De qualquer maneira, trata-se de um dos importantes exemplares da região. Lindo de se ver. Abaixo mais uma imagem:

clique na foto para ampliar

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Luiz Henrique 01/02/2018 at 11:54

    Sim, já havia reparado nessas construções abordadas. Inclusive, já peguei um ônibus na avenida Liberdade em direção ao Cambucí e o que eu vi foram casas e mais casas “monstruosas”, no bom sentido, claro! Casas belíssimas, do tempo em que não bastava erguer 4 paredes, colocar umas telhas e “brucutuco pra dentro”, como se faz hoje. Eram edificações com começo, meio e fim. E que fim: os adornos maravilhosos, muitas vezes com as iniciais dos nomes dos proprietários. Que época bonita !

    Reply
  • Paulo Clístenes Vieira da Silva 04/02/2018 at 11:22

    Há uma grande tendência desses imóveis quando utilizados em ocupações “baratas” é que com o passar do tempo irem se degenerando, e apresentarem dificuldades em sua manutenção.

    Reply
  • Daniel Pardo 16/02/2018 at 20:55

    Na mesma construção podemos ver o jeito antigo e o jeito moderno de se construir.

    Reply

Comunicado importante aos leitores e leitoras do São Paulo Antiga

Neste momento estou enfrentando um período de muitas dificuldades para manter o site no ar, com a possível saída de nosso patrocinador institucional.

 

Preciso da sua colaboração para que o site não encerre suas atividades em 1 de julho de 2018.

 

Faça uma doação ou assinatura mensal no site São Paulo Antiga, através da plataforma APOIA.SE

 

Desde já muito agradecido,

Douglas Nascimento, autor e editor