Uma das avenidas mais importantes da zona oeste paulistana, a Avenida Pompeia, é também uma das vias que mais sofrem com a especulação imobiliária.

Inicialmente residencial e repleta de belos casarões e sobrados, a avenida foi sofrendo transformação à medida que o trânsito foi aumentando e as mudanças viárias trouxeram restrições ao estacionamento na via pública.

Conjunto de sobrados da Avenida Pompeia (clique para ampliar)

Com isso muitos moradores optaram por deixar a região e mudaram para outros pontos da cidade, buscando residências em locais mais fáceis para que visitas possam estacionar, ou localidades com menos caos no trânsito.

Essa mudança trouxe à Avenida Pompeia uma transformação. Imóveis outrora residenciais passaram a se transformar em estabelecimentos comerciais, usando o que antes eram jardins ou quintais das casas como estacionamento para clientes (veja última foto deste artigo).

Já nos últimos dez anos uma outra mudança vem ocorrendo na região. Estes mesmos imóveis comerciais estão sendo vendidos e derrubados, para dar lugar a novos empreendimentos imobiliários. Saem as casas entrem os prédios.

Localizadas entre os números 561 a 581, os imóveis citados neste artigo são as novas vítimas desta especulação imobiliária. Sendo um casarão isolado e mais três outros geminados, foram vendidos e serão demolidos em breve. Em seus lugares sairá muito provavelmente um novo edifício.

O que eram o espaço de cerca de 4 a 6 famílias, dará lugar em uma via densamente povoada e com trânsito já problemático, para algumas dezenas de residências verticalizadas e, muito provavelmente, mais veículos e mais trânsito.

Este casarão já foi demolido (Foto: Google Street View)

Será que a Avenida Pompeia ainda tem espaço para mais verticalização ? Acreditamos que não.

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comments

  • Emerson de Faria 04/11/2019 at 14:51

    Acredito que não, a via já não é muito larga e tem trânsito bastante saturado.

    Reply
  • Paulinho 04/11/2019 at 23:04

    Por que ninguém faz nada a respeito pra combater essa maldita especulação imobiliária?

    Reply
    • Fábio Peres (@fps3000) 05/11/2019 at 10:45

      Porque não há nenhum estímulo para se manter os imóveis nas mãos de um proprietário por gerações a fio.

      Reply
  • Luiz Henrique 05/11/2019 at 19:29

    Essa região da cidade é de fato muito legal e agradável! Um sem número de casarões antigos ainda resiste por ali, porém, eu tenho mesmo a sensação de que a qualquer momento, eles (os casarões) virão abaixo!
    É assim também na Mooca, no Cambuci, na Vila Maria, na Vila Guilherme, na Casa Verde, em Santana…e por aí vai.

    Reply
    • Emerson de Faria 09/11/2019 at 17:52

      E agora a especulação imobiliária chegou com força na outrora aprazível Vila Guilhermina.

      Reply
      • Luiz Henrique 11/11/2019 at 09:33

        Trabalhei na Vila Guilhermina, no final dos anos 90, e tinha na época, poucos prédios de apartamentos…

        Reply
        • Emerson de Faria 19/11/2019 at 08:29

          Pois é, está pipocando prédios por todos os lados, antes era só na Gamelinha, agora próximo ao metrô também.

          Reply
%d blogueiros gostam disto: