Sempre que andamos pela cidade encontramos inúmeros imóveis simpáticos que nos chamam a atenção, independente do estado de conservação que se encontram. E foi no aprazível Largo Nossa Senhora da Conceição, que encontramos estes belos sobrados antigos que estão com placas de venda:

Tratam-se de 5 sobrados geminados erguidos por volta dos anos 1940-1950 e que estão quase todos fechados e degradados. Dos cinco, apenas dois estão habitados do lado direito e os demais, exceto pelo azul, estão em péssimo estado de conservação tendo, aparentemente, ocorrido um pequeno incêndio no andar superior do imóvel do meio, o que levou ao desabamento do teto.

Podemos apurar que os sobrados estão com uma placa de venda que enfatiza a área e não os imóveis em si, o que dá a impressão de que os imóveis estão sendo vendidos já com a finalidade de serem demolidos. Constatamos também que é a mesma placa de venda que está disposta no imóvel localizado na rua ao lado, a rua Vittorio Emanuel e que é colado ao sobrado azul. Tudo leva a crer que a intenção é vender tudo para se derrubar.

Demolir casas para se erguerem prédios em locais como este é sempre um problema. Esta região, que possui já alguns prédios, ainda preserva uma característica bem mais tranquila do que outras áreas do Cambuci e de demais bairros próximos como Liberdade, Paraíso e Aclimação. Um empreendimento grande, com muitos apartamentos pode sacramentar o fim desta tranquilidade.

Idoso caminha pela calçada dos sobrados. Esta tranquilidade está ameaçada (clique para ampliar).

Sabemos que infelizmente o poder público não acompanha a construção civil a contento. Imagine um local que morava 5 famílias, e com a demolição dos imóveis dá lugar a uma torre (e pode até ser mais de uma) com 20 andares e 4 apartamentos por andar.

De um momento para outro as 5 famílias dão lugar para 80 novas famílias. Sem qualquer investimento em obra para ampliação da rede coletora de esgotos ou no sistema de água encanada o resultado poderá ser em alguns anos um desastre.

Mas como mandato de político dura quatro anos, quando a bomba estourar quem deu o alvará não estará aqui por perto, não é mesmo ? Está na hora de cobrarmos uma política de desenvolvimento urbano sustentável.

Confira outras fotos dos sobrados (clique na miniatura para ampliar):

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

JOIN THE DISCUSSION

Comments

  • Renata 25/02/2011 at 14:41

    O problema é que, se o terreno for vendido, muito provavelmente será construido um prédio.

    Reply
  • Alexandre 05/01/2014 at 14:30

    Ola, morei por 10 anos no predio q aparece ao fundo da foto. A casa foi queimada pro causa de uma garota q jogou uma bomba caseira pro ciumes do namorado. O caso ficou bem conhecido no bairro na epoca Quando venderem, com certeza sera construido um predio.

    Reply
  • Felipe 07/01/2016 at 11:59

    Em um destes sobrados funcionava o salão de beleza que minha mãe cortava o cabelo. O incêndio foi criminoso, e forçou os habitantes dos sobrados a se mudarem. Eles eram bem conservados antes do incêndio…

    Reply