Definitivamente não é fácil ser patrimônio histórico na Cidade de São Paulo. Falta de manutenção, pichação e insegurança é presença garantida em boa parte destes que deveriam estar impecavelmente cuidados.

Vista do viaduto (clique na foto para ampliar)

Vista do viaduto (clique na foto para ampliar)

E assim, um dos mais conhecidos cartões postais paulistanos está em péssimo estado de conservação. Inaugurado em 1913, o Viaduto Santa Ifigênia sofre com o abandono e a deterioração de sua estrutura, em mais uma mostra de descaso com o patrimônio público.

Há muitos anos sem reforma, restauro ou mesmo manutenção preventiva, o viaduto acumula uma série de problemas que podem ser observados por qualquer cidadão que o cruza ou passa de automóvel por baixo dele.

Para notar o abandono nem é preciso estar sobre o viaduto. Já de uma certa distância, as pichações na parte nos arcos, grades e colunas de sustentação (foto anterior) dão a primeira má impressão do viaduto. Já ao caminhar pelo viaduto – elo entre os largos São Bento e Santa Ifigênia – o descaso fica bem mais evidente:

Piso desgastado e faltando pastilhas (clique na foto para ampliar)

Piso desgastado e faltando pastilhas (clique na foto para ampliar)

O piso do viaduto está, em quase toda sua extensão, em péssimo estado de conservação, como é possível observar na fotografia acima. As pastilhas que revestem o cimentado se desprenderam e dão um visual de descaso.

Como se não bastasse o prejuízo visual a um patrimônio histórico paulistano, ainda há o risco de acidentes leves, como tropeços ou mesmo quedas. Alguns trechos estão bem deteriorados.

clique na foto para ampliar

clique na foto para ampliar

Outro problema de abandono que foi possível observar, é na escadaria que liga uma das laterais do viaduto às ruas do Seminário e Brigadeiro Tobias. Com buracos, desníveis e seu emborrachamento solto em vários degraus, é uma dificuldade descer por ali sem tropeçar, problema que se agrava se a pessoa tiver algum problema de mobilidade.

Dificuldade em descer a escadaria (clique na foto para ampliar)

Dificuldade em descer a escadaria (clique na foto para ampliar)

Além da deterioração estrutural, crime e comércio ilegal tomam conta do viaduto em praticamente toda sua extensão.

Enquanto imigrantes de origem chinesa ou latino americana vendem roupas, adereços, brinquedos e acessórios como pendrives, outros mais ousados vendem celulares roubados, como iPhones e até tablets. Boa parte deles é visível ser produto de furto, já que são vendidos a preços baixíssimos (encontramos um iPhone 5s à venda por R$300,00) e geralmente sem carregadores ou embalagens.

Disputa de espaço no viaduto entre ambulantes e pedestres é acirrada (clique para ampliar)

Disputa de espaço no viaduto entre ambulantes e pedestres é acirrada (clique para ampliar)

Outro problema que observamos por ali é da alçada estadual: segurança. Durante toda nossa permanência no local além de não observamos nenhum policial sequer caminhando pelo viaduto, que é bastante frequentado por turistas brasileiros e estrangeiros, que usam a excelente vista que o local oferece para tirar fotos.

Questionamos a Prefeitura de São Paulo, através da Secretaria Municipal de Cultura, para saber se existe algum projeto de restauração ou reforma do Viaduto Santa Ifigênia e recebemos a seguinte nota:

NOTA
A subprefeitura Sé fará uma vistoria no Viaduto Santa Ifigênia para verificar os problemas apontados pela reportagem e, dependendo do que for apurado, será levado ao conhecimento dos órgãos responsáveis pela conservação e manutenção, visando viabilizar projeto de recuperação do viaduto, que deverá ser aprovado pelos órgão de preservação do patrimônio histórico, entre eles, o Conpresp. Em relação às pichações, os mesmos órgãos responsáveis pela conservação e manutenção destes patrimônios precisam elaborar laudos para indicar os métodos e produtos adequados para a execução da limpeza. A Subprefeitura Sé ressalta que o serviço de varrição é realizado diariamente no local.
Atenciosamente,
Assessoria de Imprensa
Subprefeitura Sé

Esperamos que realmente possamos ver esta importante obra viária e cartão postal paulistano recuperado por completo. Não é aceitável encontrar o viaduto nas condições atuais. Em relação ao serviço de varrição mencionado na foto, foi possível confirmar que realmente a varrição no viaduto é bastante eficiente. Nesse caso o problema é por conta de parte da população que não tem educação e joga lixo no chão.

Veja mais fotos do Viaduto Santa Ifigênia (clique para ampliar):

Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

About the author

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, edita o site São Paulo Antiga e é membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP). Também edita o blog Human Street View, focado em comparações fotográficas entre a atualidade e o passado.

Deixe um comentário!

Comments

  • J.C.Cardoso 18/08/2015 at 13:21

    Nas últimas vezes em que estive em SP, por volta de 2009/2010 já estava ruim. Para mim, não só o viaduto, mas TODA Santa Ifigênia pede socorro.

    Reply
  • Ronaldo 18/08/2015 at 13:32

    Deveria ter penas mais severas para pichadores, este que emporcalham nossa cidade que já está deteriorada.

    Reply
  • Joaquim Jorge 18/08/2015 at 13:46

    Sou carioca e sempre morei no Rio. Aqui a coisa não está melhor. Sujeira e pichações por todo lado. O problema é o povo que é mal educado. Na verdade é porco mesmo.

    Reply
  • Luiz Henrique 18/08/2015 at 14:01

    Exatamente: precisamos de leis!
    Em São Paulo, que virou terra de ninguém, pode-se fazer o que der na telha.O chamado poder público, por total ignorância e incompetência, não sabe o que fazer com tantos vendedores ambulantes e acaba fazendo a única coisa que lhe convém: vista grossa.
    Além disso, eles(do poder público) estão ocupadíssimos, adquirindo carros novos para a sua frota entre outros benefícios próprios para providenciarem qualquer manutenção na cidade.O Viaduto Santa Ifigênia, se perguntarem na câmara dos vereadores aonde fica, é capaz de desconhecerem…

    Reply
    • Lea Maurano 12/07/2016 at 02:40

      Se a solução fosse fazer mais leis seria fácil. Mas, leis temos de sobra – o Brasil é campeão mundial de fazer leis. O que falta mesmo é fazer cumprir essas leis. O que o brasileiro tem, me parece, é preguiça de aplicar essas leis: dá muito trabalho! Melhor deixar como esta! Mas, falando sério, bom Subprefeito da Sé foi mesmo Andréa Matarazzo´.No seu tempo o Centro estava melhorando a olhos vistos. Mas, o PSDB resolveu não lhe dar apoio nas próximas eleições. Tomara que ele seja candidato por outro partido. Votarei nele para prefeito sem dúvida nenhuma.

      Reply
      • Luiz Henrique 01/03/2017 at 16:49

        ” O brasileiro tem preguiça de aplicar a lei” ?. Não entendi. Quem deve aplicar as leis( se é que elas existem…) não é o cidadão-comum, nem eu nem você! Existe, isso sim, muita burrice, ignorância e a sensação no ar de que “é proibido proibir”. Veja um bom exemplo do prefeito João Dória, agindo contra as pichações. Parte da população está “revoltada” com isso, gritando coisas como: “a cidade é livre; os muros não são de ninguém; liberdade de expressão; toda (TODA!) forma de arte é deve ser defendida, inclusive o picho”, etc, etc…É lamentável.

        Reply
  • jhonatan cardozo 18/08/2015 at 14:04

    Pessoalmente eu acho interessante a cidade chegar a esse ponto. É preciso ressaltar o quanto o paulistano não cuida da nossa cidade. É preciso escancarar que a nossa cidade tem problemas. De nada adianta os responsáveis deixar sempre tudo limpinho e organizado, varrendo a sujeira para debaixo do tapete. Não é bonito? Não é. Mas só escancarando os problemas para as pessoas começarem a dar valor.

    Reply
  • Luciano Duarte 18/08/2015 at 14:49

    Existe um projeto criminoso de poder, conhecido como Foro de São Paulo, cujo o objetivo é destruir a identidade nacional e recriar um novo país com uma história nova, reescrevendo a nossa memória e vinculando-a aos novos objetivos históricos, apagando a nossa iconografia e os monumentos que representam uma era em que não corresponde à satisfação pessoal dos participantes desse foro, calcado pelo ressentimento da exclusão histórica.

    Sendo assim, enquanto os representantes desse movimento estiverem no poder, a nossa memória será paulatinamente destruída. Um dos agentes dessa destruição são os “pichadores” e, logo mais, os “grafiteiros”, sempre mandando recados de esquerda aos paulistas nas pinturas de gosto duvidoso que os mesmos andam rabiscando em muros e viadutos, para nos fazer lembrar, aos paulistas, qual é o nosso lugar nessa “nova ordem” da esquerda.

    Vandalismo, e não muralismo, é o que sob as bênçãos do prefeito de São Paulo Fernando Haddad, estão esfregando na nossa cara.

    A subprefeitura da Sé não vai fazer nada!

    Reply
    • Conrado Secassi 22/08/2015 at 10:48

      Pelo amor meu caro, seu comentário tem um carrega uma pecha de ‘teoria da conspiração’ ao nível dos comentários em sites sobre ufologia, civilizações pré-históricas e/ou sociedades secretas.

      Entenda: não há nenhum plano organizado rumo a uma via de esquerda neste país, não se engane. Os bancos ainda lucram bilhões, as pessoas parcelam seus carros, as grandes propriedades ainda (infelizmente) pertencem ou a latifundiários e/ou especulados imobiliários – respectivamente, no campo e na cidade -, a direita protesta nas ruas, vociferando arcaísmos sóciopolíticos, e, de uma forma ou de outra, toda a estrutura do país segue nesta toada. Quando muito, há setores que agem sob a égide de uma social-democracia (vide wikipedia).

      Insistir nessa ladainha com viés de sociedade secreta é, simplesmente, agir pela via da desinformação, da qual estamos fartos.

      Obs: por favor, se sentir necessidade de responder, argumente. E por métodos civilizados, sem ataques ou pré-julgamentos, óquei?

      Reply
      • Douglas Nascimento 22/08/2015 at 10:56

        Este comentário foi aprovado, mas qualquer comentário com viés político e que fuja do tema do artigo em questão será bloqueado imediatamente.
        Entendo a posição política de todos mas reitero que este não é o espaço ideal para isso.

        Reply
        • eddamrf 01/09/2015 at 17:22

          Concordo que este espaço não deve prestar-se a comentários políticos, mas é verdade que nossa cidade está abandonada pelos maus políticos.

          Reply
      • Chico Lobo 24/08/2015 at 23:53

        Voce está certo Conrado Cecassi… precisamos cuidar da cidade e agora dos psicopatas da classe média que perambulam por ela vestindo a camisa da CBF clamando por combate a corrupção.

        Reply
  • Almir 18/08/2015 at 15:42

    Esse viaduto é cenário de muitos comerciais de televisão, o último é das Casas Bahia. Pela TV está sempre lindo.

    Reply
  • José Márcio 18/08/2015 at 17:58

    Hoje é um verdadeiro camelódromo a ceu aberto. Um lixo! Uma pena o estado de conservação.

    Reply
    • danielpardo2015 07/09/2015 at 18:54

      JOSÉ MARCIO: O Viaduto Santa Ifigênia sempre foi esse camelódromo desde que eu trabalhava no centro há 18 anos atrás, a diferença é que há 18 anos atrás as pastilhas do piso dele estavam no lugar.

      Reply
  • Luiz Henrique 18/08/2015 at 18:34

    É perfeitamente possível cuidar dos monumentos históricos de São Paulo, sem descuidar das chamadas obras sociais, voltadas para o interesse geral, como moradia, saúde, segurança e etc

    Reply
  • Cassiano Lima 18/08/2015 at 19:04

    Não acredito que algo seja feito pela prefeitura nesta gestão, uma vez que o foco são as ciclovias.

    Reply
    • SavianoMarcio 19/08/2015 at 11:23

      Se você não cobrar, algo perfeitamente possível para a imensa maioria dos paulistanos, até algo mais simples com a manutenção desse viaduto será empurrada coim a barriga.

      Reply
  • Ivani Paschoal 18/08/2015 at 22:18

    Que triste que esteja acontecendo isto!!! Uma passarela linda…merece cuidado especial….uma obra de arte….bem cuidada…faz toda diferença!!

    Reply
  • ernani 18/08/2015 at 23:19

    Incrível, tudo está abandonado nesta cidade.
    Tanto o Governo do Estado e prefeitura não tomam providências com aquilo que acontece em nossa cidade!
    Até o metrô que era um exemplo, e trens da CPTM já anda bagunçado.
    É terrível ver um viaduto se desintegrando e ninguém fazer nada.

    Reply
    • SavianoMarcio 19/08/2015 at 11:26

      Isso só reflete o interesse que a população tem nos problemas da cidade ou estado.

      Se ninguém reclama significa que está tudo bem.

      Reply
  • antonio carlos novelli 18/08/2015 at 23:51

    Onde tem petistas, governando, a única coisa que acontece, é a corrupção! Eles estão destruindo o país, para cumprir uma meta já anteriormente estabelecida!

    Reply
    • SavianoMarcio 19/08/2015 at 11:35

      E se o partido do governo mudar magicamente a corrupção acaba, ok?

      Esse pensamento, simplista e pragmático é ótimo alimento para que a corrupção continue.

      Se o povo não muda não adianta mudar o partido, lembram da era FHC?

      Reply
  • SavianoMarcio 19/08/2015 at 11:39

    Nada que pressionar a prefeitura por uma manutenção periódica e eficiente não resolva.

    Já inibir os camelos essa não seria obrigação da GCM ou só a PM pode fazer isso?

    Reply
  • Alexandre Fontana 19/08/2015 at 11:58

    A Prefeitura não anda com tempo pra cuidar da zeladoria da cidade, da limpeza, das pichações, da conservação do patrimônio público. Eles tem coisas mais importantes p/fazer como fazer todo mundo andar a 50 km/h nas avenidas, fechar a Paulista aos domingos, encher a cidade de ciclovias mal feitas e mal planejadas. Aliás, um idoso morreu atropelado por uma bicicleta ontem a tarde na ciclovia embaixo do Minhocão, o que era pedra cantada. E assim São Paulo vai ficando cada dia mais suja, abandonada. É triste.

    Reply
    • SavianoMarcio 19/08/2015 at 14:01

      – Você tem tempo ou vontade de propor algo melhor ou prefere somente reclamar no lugar errado, tipo em sites de preservação histórica?
      – Ciclovias mal feitas e mal planejadas segundo quais critérios? Quantos pedestres e ciclistas morreram antes e depois da implantação delas? Aumentou ou diminuiu o n° de ciclistas nas ruas?
      – Você prefere ser atropelado a 90, 70 ou a 50Km/h? Em qual você acha que tem mais chances de se ferir ou morrer? As avenidas de São Paulo são pistas de corrida para alguns motoristas, então a redução é válida e já é praticada em várias cidades.
      – Quanto ao atropelamento do idoso: http://vadebike.org/2015/08/pedestre-morre-atropelado-bicicleta-minhocao-ciclovias-perigosas/

      Sinceramente, você só deseja ficar na zona de conforto, não está interessado numa cidade melhor.

      Reply
      • Jose 31/01/2016 at 23:57

        Salviano, são mal feitas sim. A sarjeta não e faixa de rolamento e a PMSP pinta como sendo. (Sarjeta é o local entre o asfalto e a guia por onde correm as águas pluviais). Pinta-se em cima de buracos, desníveis, etc. com a finalidade de entregar 400 km, de qualquer jeito. Infelizmente, somente a da Paulista é bem feita. Alias, somente a Avenida Paulista tem um asfalto plano, sem remendos, assim como as calçadas sem desníveis e fiação enterrada. E o parque do Ibiraquera também está conservado. Só, porque é o que aparece na TV. São Paulo toda está sucateada, pichada, suja, mato nas praças , etc. . Reparou que a PMSP continua pintando (sujando ) as vias das calcadas e postes com cal, para tapear a sujeira ? Poderia utilizar essa mão de obra para lavar as calçadas, cortar o mato, plantar grama e remover as pichações. Lamentável, porque são solução simples que poderiam melhorar o aspecto da cidade.

        Reply
        • Silvia Calçada 03/02/2016 at 04:24

          É inacreditável que destinem sarjetas ao tráfego de ciclistas. Assim como parece inacreditável que ciclistas com cérebro acatem a essa voz de comando do PT. Tanto é que o prefeitinho fez o que quis, maculou ruas lindas e vazias onde é possível pedalar no melhor ponto que é o meio da via, tomou estacionamento de pequenos mercados, beneficiando as grandes redes, enfeiou e gastou, todavia elas continuam inúteis.

          Reply
  • Luiz Henrique 19/08/2015 at 12:25

    É, pois é…

    Reply
  • João Guimarães filho 19/08/2015 at 13:10

    A culpa não e da administração..mas sim do povo brasileiro que se orgulha tanto de nosso País….. a anos o PT esta aqui…

    Reply
  • Luiz Henrique 19/08/2015 at 13:36

    Inibir a ação de camelôs somente com palavras é dar murro em ponta de faca. Se a GCM, por exemplo, for fazer isso, ela deve estar amparada pela Lei.Caso contrário, não adianta.Temos lei?
    A maioria dos vendedores ambulantes entrou nessa por falta de opção no mercado- leia-se desemprego.E o governo(qualquer que seja ele) faz propaganda enganosa de que gerou milhares de empregos.É a mesma coisa que o PT adora dizer sobre o tal do “Mais Médicos” e que, na prática, está tudo a mesma merda.Pelo menos aqui em São Paulo.

    Reply
    • Emerson de Faria 27/08/2015 at 19:40

      Belo Horizonte praticamente acabou com os camelôs, trazendo-os à legalidade e fazendo-os comerciantes, com lojas e tudo. É preciso uma dose cavalar de humildade para reconhecer sua incapacidade de resolver o problema sozinho e copiar o que os outros fizeram certo(#fica a dica Haddad).

      Reply
  • Caio Bezarias 21/08/2015 at 02:06

    Vejamos, comentário que tentei postar, em que critico o ódio político e o analfabetismo político que chegaram com tudo aos comentários deste site, foi barrado.Confere, Douglas?

    Reply
    • Douglas Nascimento 21/08/2015 at 11:17

      Caio, não achei nenhum outro comentário seu pendente exceto este.
      Não bloqueamos ou excluímos comentários exceto em caso de ofensas entre quem postou ou casos de anúncios em artigos sobre imóveis.
      Aqui não é espaço de proselitismo político, seja ele de direita ou esquerda. Mas leia seu comentário “ódio político” ou “analfabetismo político”. Você quer dizer que quem pensa diferente de você tem ódio ou não entende de política ? Se pensarmos assim poderíamos achar o mesmo de seus comentários não é mesmo ?
      A sua opinião política ou o que você pensa de quem não pensa igual a você interessa apenas a… você! Da mesma forma aos que pensam o oposto de você.
      Vamos discutir a cidade e deixar o partidarismo político, seja de qual lado for, para outros sites ou comunidades. Abraços

      Reply
      • Felipe Oliveira 21/08/2015 at 17:58

        Palmas para o Douglas.

        Melhor manter brigas ideológicas fora daqui, o conteúdo do site é superinteressante; para que ficar trocando tapas quando se tem tanta coisa legal para ler aqui?

        No mais, o Centro de SP (ou qualquer outro ponto da cidade, sendo bem franco) degrada-se mais e mais a cada dia; as eleições tratam de enfiar um pouco de esperança em nossas cabeças, para jogar tudo para o alto logo em seguida e deixar a destruição seguir o seu curso…

        Reply
        • Silvia Calçada 03/01/2016 at 04:15

          Caro Felipe, não seja fominha e não puxe pra sua sardinha. Todos entendemos que o Douglas falou em causa própria, menos você que aproveitou para promover o partido nefasto. Esse mesmo partido que destrói a cidade a olhos vistos e por motivação claramente ideológica. Não se preocupe, São Paulo sobreviverá ao PT. Não há porque utilizarmos de hipocrisia e fingirmos que política não está no cerne de todas as formas de urbanismo.

          Reply
  • Caio Bezarias 21/08/2015 at 14:45

    Então, peço desculpas pela crítica. Escrevi e tentei enviar um outro comentário sobre essa questão, que não foi publicado, certamente não foi gravado ou se perdeu. E faço minhas suas palavras acima, pois foi exatamente o que escrevi nesse comentário perdido: proselitismo político nos comentários do São Paulo Antiga não, pois sabemos que o descaso com a cidade atravessa décadas e todos os governos, sem exceção.
    Não acho que posições políticas diferentes da minha sejam analfabetismo político, agora, acreditar em teorias conspiratórias, que comunas comem criancinhas, plano para transformar a AL em uma única nação bolivariana, etc, etc etc, etc, é ser um analfabeto político sim!
    Espero que esteja claro:o que me espanta é justamente isso, a discussão sobre a cidade e sua conservação, aqui nos comentários, já caiu no partidarismo, que deveria estar ausente.
    Em tempo: não sou eleitor do pt, comuna, bolivariano nem quetais.
    Abraço

    Reply
  • Emerson de Faria 27/08/2015 at 19:43

    Não é só o Viaduto Santa Efigênia que pede socorro, o centro inteiro clama por socorro.

    Reply
  • Caroline Malheiros 21/09/2015 at 01:42

    Se eu tivesse dinheiro e o poder, restauraria cada canto abandonado da cidade de São Paulo. O viaduto é coisa de pintar as grades, recolocar o chão, quero dizer deixar ele certinho. arrumar a escada e alguns outros reparos. Não precisa de um produto magico pra tirar pichação, basta passar tinta.

    Mas o que adianta fazer tudo isso, se alguns próprios paulistas não tem respeito com essa cidade. Agora sobre estrangeiros que tem comércio ilegal e não respeitam. Apenas digo que devemos dar o exemplo e não fazer isso também. Apesar de que muita gente não vai no país de ninguém vender coisas ilegais, deixando a paisagem do ambiente poluido.

    Reply
  • Silvia Calçada 26/09/2015 at 04:42

    Prefeito Fernando iniqüidade “testando a hipótese” de derrubar quatrocentos anos em quatro

    Reply
  • Rogério Prado 09/12/2015 at 00:17

    “A subprefeitura fará uma vistoria”. Ou seja, as autoridades da subprefeitura simplesmente não andam pela área que está sobre sua jurisdição, pois seria muito simples ao subprefeito perceber os problemas se saísse do conforto do gabinete e andasse e tentasse conhecer o centro de São Paulo. Mas claro, esta gestão já demostrou que só se importa com factóides superficiais que pintam uma imagem de pseudo-modernidade.
    Se preocupar com o patrimônio histórico deve ser coisa de burguês coxinha.
    Quanto à segurança nenhuma surpresa também. Há anos sabemos da política de segurança falha do governo estadual e da incapacidade patética das autoridades de implantarem um policiamento comunitário que construa uma relação de zelo e confiança com comerciantes e moradores do Centro.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: