A região do Jardim São Paulo, na zona norte paulistana, é bem conhecida por possuir amplas casas e alguns casarões que deixam o bairro bastante elegante e charmoso. Mas há também por ali muitas imóveis residenciais pequenos que, apesar do tamanho diminuto, são belos e interessantes.

Na Praça Tenório de Aguiar, encontrei esta simpática residência amarela que me chamou a atenção por estar bem conservada:

Foto: Douglas Nascimento / São Paulo Antiga

Este tipo de casa, pequena, com muro baixo e sem garagem é realmente muito agradável. Pode não ser a residência ideal para quem tem um carro e não quer deixá-lo na rua ou pagar estacionamento, que está cada vez mais caro em São Paulo. Porém, para quem não se importa com isso a casa é perfeita.

Outra coisa que merece comentário é a calçada, feita da maneira correta. Hoje em dia parece que o pessoal esqueceu como se faz uma calçada em rua inclinada, colocando degraus desiguais e quase intransponíveis.

O imóvel do lado direito, idêntico a este, já foi ligeiramente alterado enquanto este permanece intacto.

Sobre o autor

Jornalista, fotógrafo e pesquisador independente, é presidente do Instituto São Paulo Antiga e membro do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP).

Deixe um comentário!

Comentarios

  • Clarice Spoladore 22/05/2015 at 12:01

    Quanto à calçada, morei em Santo André e agora em São Caetano: as calçadas são, na verdade, uma graaaande escadaria!

    Reply
  • Luiz Henrique 22/05/2015 at 13:18

    Casinha legal!
    E com relação à calçada, é um verdadeiro estado de lástima as calçadas atuais, se é que podemos assim chamá-las.Na minha região, periferia de Guarulhos, existem o que chamo de “as ruas mais feias do mundo”, com buraqueira generalizada e as calçadas, cada um faz como bem entende.Terra de ninguém é isso. Pra completar, as casas também colaboram: não existe qualquer desenho, qualquer lógica.É tudo feito “nas coxas”, de qualquer jeito.O resultado é horrível !!!!

    Reply
  • Emerson de Faria 22/05/2015 at 19:20

    É o tipo de casinha simples em que daria gosto de se morar! São Paulo como um todo deveria ser tombada a fim de frear a especulação imobiliária e seu apetite insasiável, preservando enclaves de tranquilidade que são um verdadeiro oásis neste deserto de cimento e concreto que a cidade está se transformando.

    Reply
  • SavianoMarcio 22/05/2015 at 20:29

    Até as calçadas hoje em dia são feitas para os carros.

    Reply
  • danielpardo2015 24/05/2015 at 21:32

    Realmente o único pecado dessa casa é não ter uma garagem (para por um Fusca, assim fica de acordo com o desenho da mesma)

    Reply
    • Fernando Moura 26/04/2020 at 22:50

      A foto só pegou metade da casa, uma pena. Infelizmente tudo passa, tudo se acaba e certamente ja foi uma casa movimenta, movimento na rua nos bons tempos e a família certamente ficava apreciando o movimento da varanda. Tudo se acaba talvez aquele que construiu cheio de energia e esperanças com o futuro também já se foi. Quando vejo uma cena dessa me lembro daquele filme; E o vento levou. Triste mas é a vida…….

      Reply
  • Alexandre Fontana 25/05/2015 at 12:33

    É um dos bairros mais agradáveis da cidade quase um oásis, especialmente essa praça mas, ao que parece, já está sendo invadido pela especulação imoblilária. Nesta mesma praça, atrás da Biblioteca Nuto Santana já está sendo finalizado um edifício no mesmo terreno onde havia duas grandes casas, demolidas. E alio perto na Rua Antonio Guganis,339, onde foi demolido aquele casarão maravilhoso, ao que parece, vai surgir outro prédio.

    Reply
%d blogueiros gostam disto: